Cidades

Cirurgia é o tratamento mais indicado para a cura da catarata

Luana Souza

17/03/2017 às 20:00 - Atualizado em 17/03/2017 às 20:00

A catarata está entre as principais doenças causadoras da cegueira. O tipo mais comum é a catarata senil, ou seja, o envelhecimento natural do cristalino ao longo da vida. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), hoje a doença é responsável por 51% dos casos de cegueira no mundo, o que representa cerca de 20 milhões de pessoas.

Segundo a Sociedade Brasileira de Oftalmologia, por ano surgem cerca de 550 mil novos casos no Brasil. Em 2016, mais de 450 mil pacientes fizeram a cirurgia pelo SUS e no Brasil, ela é responsável por 48% dos casos de cegueira.

"A catarata pode ser surgir em qualquer idade, inclusive em bebês logo após o nascimento e em crianças, como uma doença congênita, dificultando a visão", explica o médico oftalmologista, Marcelo Cenovicz.

 

Rodrigo Covolan
Especialista explica que cirurgia consiste na  implantação de uma lente artificial.

De acordo com o especialista, um dos principais sintomas da doenças é a dificuldade de enxergar à noite ou em ambientes escuros; mudança frequente do grau dos óculos; perda da visão de contraste; e aumento da sensibilidade à luz (fotofobia).

"A radiação ultravioleta é um dos fatores coadjuvantes para o surgimento da doença, por isso, é importante que as pessoas sempre utilizem óculos de sol para tentar evitar o surgimento da catarata", ressalta Cenovicz.

O médico afirma que a única forma de tratar a doença é através da cirurgia que consiste em retirar o cristalino do olho e implantar uma lente artificial em seu lugar. O procedimento também é disponibilizado para pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS).

"Com a cirurgia é possível retirar a doença por completo. É um procedimento simples, com anestesia local e dura cerca de 30 minutos. Não há necessidade de internamento, no entanto, deve ser realizada em hospitais", garante o especialista. Ainda de acordo com o oftalmologista, a cura para a doença existe se for diagnosticada a tempo.

"Enquanto a pessoa ainda consegue enxergar luz, a cirurgia ajudará na recuperação da visão como um todo. Porém, caso o paciente já esteja com a visão totalmente comprometida, ou seja, enxergando tudo escuro, não terá como reverter. Qualquer sintoma de vista embaçada já é um alerta para que os pacientes, independente da idade, procurem por um médico especialista", orienta Cenovicz.

Publicidade
GUIA DCMAIS
Loterias

MEGA SENA

Concurso 1941 21/06/2017
  • 38
  • 1
  • 9
  • 48
  • 49
  • 24
Publicidade
Enquete

Você prefere fazer as doações de agasalhos para entidades ou direto para os necessitados?

Publicidade
Flagra

Sinalização em Uvaranas

Publicidade
Publicidade