Geral

Cargill começa a contratar em Castro

Da Redação

06/02/2013 às 00:00 - Atualizado em 05/02/2013 às 21:32

Das Assessorias

 

A oferta de empregos nas multinacionais Cargill e Evonik está movimentando o mercado de Castro. Hoje, a partir das 8h30, a Agência do Trabalhador começa a pré-seleção para os cargos de auxiliar de mecânica, almoxarife, mecânico, eletricista, auxiliar de elétrica e analista de laboratório, ofertados na unidade local da Cargill. O roteiro de contratações das duas empresas foi detalhado, em reunião ontem com o prefeito Reinaldo Cardoso (PPS), o vice, Marcos Bertolini, e o secretário municipal de Indústria e Comércio, Rodrigo Morais da Silva.

Estiveram com o prefeito o gerente industrial local da Cargill Amidos e Adoçantes América do Sul, Derli Oliveira; a supervisora de Recursos Humanos da Cargill, Rosane Santos Machado, e a coordenadora de Recursos Humanos da Evonik, Deolinda Scott, que falaram do volume e prazos das contratações para Castro. Oliveira contou ao prefeito que a multinacional contratou uma empresa terceirizada para pré-selecionar os trabalhadores, dentro do perfil exigido pela companhia. “Essa empresa está trabalhando desde a semana passada, divulgando as 120 vagas que deverão ser preenchidas agora”, comentou o gerente industrial. Estima-se que perto de 500 currículos devam ser encaminhados à empresa, que selecionará 120.  “Esses profissionais passarão por entrevistas, daí com funcionários da Cargill, no final de fevereiro”, acrescentou.

A empresa terceirizada se utilizará do espaço da Agência do Trabalhador para realizar a pré-seleção. “A Agência está ajudando na intermediação, divulgando as vagas, cadastrando profissionais e, nesta quarta-feira, cederá o local para fazer essa triagem inicial”, explicou a gerente da Agência, Ivana Dallarmi Sandrini. Segundo Ivana, se sobrarem vagas, o processo será reiniciado. A Evonik contratará de imediato 100 pessoas, de acordo com a coordenadora de Recursos Humanos, Deolinda Scott, que destaca a necessidade mais urgente de preencher nove cargos. “São vagas para profissionais especializados, experientes, com fluência no inglês e que possam ir para Blair, nos Estados Unidos, passar por treinamento. Queremos muito que pessoas de Castro fiquem com esses empregos”, recomendou.

‘De casa’

O prefeito sugeriu que fosse feita uma campanha de divulgação entre as famílias que têm filhos formados, com tais especificações, morando fora do município, para que as vagas sejam realmente ocupadas por castrenses ou por pessoas com vínculos com a cidade. “Vamos ajudar para que essas vagas fiquem com gente daqui, tanto que o Senac e o Senai estão sendo estruturados para que essa mão-de-obra seja formada aqui”, informou. O secretário de Indústria, Comércio e Turismo, Rodrigo Morais da Silva, lembrou a importância dos contratados morarem na cidade. “Só assim movimentaremos supermercados, escolas, postos de combustíveis”, argumentou.

 

Empresas têm urgência nas contratações

As nove vagas da Evonik que precisam ser urgentemente preenchidas são de chefe de laboratório e qualidade, chefe de produção/fermentação, engenheiro de automação, engenheiro de manutenção, engenheiro de automação, chefe de produção e técnico de processos industriais (três). A Cargill empregará até o meio do ano 250 pessoas. A Evonik, além dos 100 empregos diretos, contratará mais 300 pessoas indiretamente. Os representantes das empresas calculam que, entre abril e julho, mais de mil profissionais ligados às multinacionais circulem pela cidade.

 

créditos

O roteiro das contratações das duas empresas foi apresentado ontem ao prefeito e secretários de Castro

Publicidade
Enquete

Você comprou ou trocou o carro neste ano?

Publicidade
Flagra

Imprudência

Publicidade