Série Especial DC

Analistas consideram concessão fundamental para o desenvolvimento

Alguns dos principais analistas econômicos do País consideram que o sucesso das licitações previstas para o próximo ano deve representar um novo marco para o desenvolvimento econômico brasileiro. Isto porque, devido ao grande endividamento e travas das administrações públicas, a parceria com a iniciativa privada seria a única maneira de garantir a viabilização de novos investimentos.

 

Avançar

O presidente do Sistema Ocepar (Organização das Cooperativas do Estado do Paraná),

Divulgação
José Roberto Ricken
José Roberto Ricken, concorda com a estimativa positiva, porém defende a necessidade de um amplo debate sobre as concessões. Segundo ele, a nova lei para concessões cria a oportunidade de avanços significativos, com segurança jurídica e possibilidade de utilização de modelos de concessão que garantam a melhoria contínua dos modais de transporte do Estado. “Para os setores produtivos, logística é fundamental à sustentabilidade dos mercados nacionais e internacionais, por isso é preciso pensar de forma estratégica, com segurança jurídica”, enfatizou.

 

 

Debater

O auditor do Tribunal de Contas do Estado (TCE), Alexandre dos Santos, emitiu opinião defendendo a ampliação do debate e da necessidade de se encontrar, em curto espaço de tempo, um ponto de convergência. “Eu penso que hoje nós deveríamos nos debruçar e unir esforços no sentido de discutir o que nós queremos para o futuro, qual modelo de concessão nós queremos e em quais modais queremos investir para que possamos fazer uma licitação nova”, defendeu Santos.

 


 

Arquivo DC

Programa de concessão de rodovias trouxe desenvolvimento para as rodovias

 

 

Convergir

 

Divulgação
Edson Campagnolo
“Uma infraestrutura adequada, que permita o escoamento da produção de maneira eficiente, com menores custos de transporte, é um fator essencial para garantir a competitividade do setor produtivo paranaense”, afirma o presidente da Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Fiep), Edson Campagnolo.

A entidade também defende a manutenção do modelo de concessão de rodovias, porém com ajustes e atualização do contrato para a nova realidade econômica do Brasil. Neste sentido, a Fipe está convocando as demais entidades do setor produtivo e toda a sociedade para uma série de debates e ações sobre o tema. O objetivo deste trabalho é ajudar a construir um documento que sirva de base para a elaboração dos textos das novas licitações.