Blogs | Newsletter | Fale Conosco |
Polícia

Acidentes no feriado deixam oito mortos na região

Edilene Santos

27/12/2011 às 06:00 - Atualizado em 03/09/2012 às 01:22

 

Oito pessoas morreram em acidentes nas rodovias que cortam os Campos Gerais durante o feriado de Natal. Duas colisões – uma em Ortigueira e outra em Castro – deixaram saldo de seis mortos. Os outros óbitos aconteceram em Castro e Tibagi. A 3ª Delegacia de Polícia Rodoviária Federal (PRF) e a 5ª Companhia de Polícia Rodoviária Estadual (PRE) registraram, entre sexta-feira e domingo, um total de 34 acidentes com 46 feridos na região.

A véspera de Natal foi o dia mais violento nas estradas. Ainda pela manhã, às 6h10, um grave acidente na PR-340, na saída de Castro para Tibagi, três pessoas morreram e outras quatro ficaram feridas numa colisão frontal envolvendo uma Saveiro, de Carambeí, e um Gol, de Castro. O motorista do Gol, Abílio Ávila Bueno, 75 anos, e as passageiras Iracema Pereira Dobis, 56, e Franciellen Pereira Collect Jorge, 23, morreram no local. Marli Pereira Collect Jorge, 49, e Ademilde Schneider Pereira, 57, que também estavam nesse carro, sofreram ferimentos graves. O condutor da Saveiro, André Schimidt de Souza, 19, e o passageiro Hermann Schimidt, 18, também se machucaram. Os feridos foram encaminhados ao Hospital Anna Fiorillo Menarim, em Castro. O acidente foi atendido pela PRE.

Às 7h30, uma família morreu num acidente no quilômetro 349 da BR-376, na altura de Ortigueira. De acordo com o inspetor Scremin, da PRF, o trânsito estava lento no sentido Londrina e um Stilo em alta velocidade não conseguiu parar na fila. Para desviar dos demais veículos, acabou invadindo lateralmente a pista contrária sendo atingido por uma Strada. Silas Barboza, 32, a mulher dele, Nara Cipriano Deliberador, 25, e a filha do casal, Emanuelle Cipriano Deliberador, 4, morreram no local. Nara era filha do coronel Luiz Carlos Menezes Deliberador, ex-chefe do 2º Comando Regional da Polícia Militar, em Londrina.

Outro acidente com morte foi registrado às 15h30, também na BR-376. Um caminhão e um Corsa colidiram lateralmente na altura do quilômetro 358, em Tibagi. Olívia Cordeiro dos Santos, 61, passageira do carro, morreu.

Ainda no sábado, às 21 horas, mais uma morte foi registrada. Foi no quilômetro 297 da PR-151, em Castro. José Eurico Silva de Oliveira, 43, era ocupante de um Fiat 147, de Castro, que se chocou contra a lateral de um caminhão, com placas de Guarapuava, e morreu no local. O motorista do carro, Noel de Jesus Walter, 48, e o passageiro Nazir José Gonçalves, 47, ficaram gravemente feridos.

Morte posterior

A primeira morte do feriado aconteceu ainda na manhã de sexta-feira, na PR-151, em Castro. Um Golf, com placas de Ponta Grossa, capotou no quilômetro 278. O motorista, Jair Laudares Pereira, 59, foi socorrido, mas morreu pouco depois, no hospital. Jair entrou para a estatística da PRE como ferido.

O inspetor Scremin explica que os acidentes, em sua maioria, foram causados por imprudência dos motoristas. “Aconteceram em pontos que não são considerados críticos”, disse. Todos os corpos passaram pelo Instituto Médico Legal (IML) de Ponta Grossa.

Paraná

Em todo o Paraná, o feriado de Natal terminou com saldo de 428 acidentes, com 24 mortes e 344 feridos, entre sexta-feira e domingo. Os dados foram divulgados ontem pela PRF e PRE.

Colisão em PG deixa quatro feridos

Na noite de domingo, quatro pessoas sofreram ferimentos graves em um acidente na Avenida Souza Naves (perímetro urbano da BR-373), em Ponta Grossa. A colisão envolveu um Gol, com placas de Reserva, e um Fiesta, de Guarujá (SP), e aconteceu nas proximidades da entrada para o Núcleo Borato. Alexsandro de Oliveira Rossa, 30 anos, e Amadeu da Silva, 56, foram socorridos por equipes do Siate e Samu e encaminhados aos Hospitais Bom Jesus e Santa Casa, respectivamente. Eles correm risco de morte. Thiago Ribeiro Cunha, 20, e Amador Santos Galvão, 56, foram levados para o Hospital Anna Fiorillo Menarim, em Castro, e Municipal de Ponta Grossa, mas não correm risco, segundo os bombeiros. (E.S.)

Publicidade
Enquete

Você verifica nas notas fiscais o quanto paga de imposto?

Publicidade
Publicidade