Motociclista cai e morre atropelado em Ponta Grossa

Edilene Santos

Fale com o repórter

Publicado em: 08/03/2012 - 00:00 | Atualizado em: 03/09/2012 - 10:00

Divulgação

Acidente aconteceu no desvio para a construção de uma trincheira, na BR-376

 

 

Um rapaz de 22 anos morreu num acidente ontem de manhã, em Ponta Grossa. Ele pilotava uma motocicleta quando caiu e foi atropelado por um ônibus. O acidente foi no desvio da BR-376, onde está sendo construída uma trincheira. O corpo de Marcos Vinícius dos Santos, 22 anos, foi recolhido pelo Instituto Médico Legal (IML).

De acordo com informações divulgadas pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) e Concessionária Rodonorte, Marcos seguia no sentido Curitiba. Assim que começou a trafegar pelo desvio, ele acabou batendo na traseira de um carro e caiu. Um ônibus de transporte de trabalhadores que seguia atrás não conseguiu desviar e acabou atropelando o jovem. Um caminhão que trafegava pela pista lateral passou sobre a moto. O acidente foi registrado às 7h25, horário de movimento intenso na região, que é onde fica o Distrito Industrial.

O tráfego foi totalmente bloqueado no sentido capital por quase uma hora, formando um congestionamento de seis quilômetros.

A Rodonorte garante que o trecho está bem sinalizado, tem pista dupla e informa que a velocidade máxima permitida no desvio é de 60 quilômetros por hora.

Compartilhar esta notícia

Publicidade

Comentários

Você precisa estar logado para comentar, clique aqui para entrar.
Se você for um novo usuário, clique aqui para se cadastrar.

  • 10/03/2012 - 08:56 - ana2007

    O motorista não teve como desviar,o motociclista trafegava pela esquerda e o onibus pela direita, ele foi arremessado em baixo do rodado traseiro do ônibus, não caiu na frente. Realmente lamentável

  • 08/03/2012 - 18:22 - Sidney

    Se o motorista do ônibus estivesse mantendo uma distancia segura, talvez não tivesse passado por cima do rapaz.Lamentável!

  • 08/03/2012 - 09:56 - professorgil1968

    Realmente lamentável! Também sou motociclista e vivencio a "selva" que se tornou o trânsito de Ponta Grossa. Talvez, se o motorista de ônibus mantivesse uma distância segura da motocicleta, essa tragédia não ocorresse. Os motoristas de Ponta Grossa não sabem manter distância segura do veículo da frente! Deviam ter suas carteiras suspensas e só a teriam de volta se demonstrassem ter aprendido a lição! Se não for tomada uma providência drástica, tragédias como essa serão cada vez mais comuns. Ah! Lembrando: Vereador George, o asfalto da rua Londrina já contabiliza uma vítima! Já que você alardeou ter conseguido o referido asfalto, agora consiga radares para conter o excesso de velocidade!!!