PM prende quadrilha que assaltou distribuidora de gás

Edilene Santos

Fale com o repórter

Publicado em: 09/11/2011 - 06:00 | Atualizado em: 02/09/2012 - 22:30

 

A Polícia Militar prendeu os homens acusados de assaltar uma distribuidora de gás, em Ponta Grossa. O crime aconteceu na manhã de ontem e os suspeitos foram presos à tarde, durante uma operação conjunta da Agência Local de Inteligência (ALI), Choque e K9 (Canil) do 1º Batalhão. Ao todo, cinco pessoas foram presas com quatro armas de fogo, dinheiro, celulares e dois carros. A ação também resultou na prisão de outros dois rapazes suspeitos de assaltar postos de combustíveis na cidade e região.

Três homens armados assaltaram a distribuidora, na esquina das Ruas Osório de Almeida Taques e Esmair Batista de Souza, nos fundos do Clube Guarani, Jardim América, pouco antes das 9 horas desta terça-feira. Eles renderam os funcionários, roubaram celulares e dinheiro e fugiram com o carro da empresa, um Celta, que abandonaram logo em seguida nas proximidades do Hospital da Criança.

Diversas equipes da PM foram ao local logo que a polícia foi acionada. Segundo informações da ALI, um dos funcionários da distribuidora disse aos policiais que conhecia um dos assaltantes e se dispôs a colaborar. Segundo essa testemunha, um dos bandidos teria trabalhado na distribuidora.

Com essas informações, a PM conseguiu chegar à residência onde os suspeitos estavam escondidos, na Vila Vilela. De acordo com a ALI, dentro da casa foram encontradas duas pistolas calibre 380 e um revólver calibre 38, além de mais uma pistola 380 pertencente ao dono da distribuidora de gás. Essa arma possuía registro. Também foram localizados celulares e cerca de R$ 2 mil em dinheiro, valor que foi roubado do estabelecimento.

Para despistar a polícia, os criminosos deixaram seus dois carros afastados da residência. Um Gol, com placas de Almirante Tamandaré, foi encontrado em um lava-car, no centro da cidade, enquanto uma Parati, do Rio Grande do Sul, foi estacionada a cerca de dois quilômetros da casa.

Apenas a moradora – identificada como Laurita de Fátima Ribeiro – e Jhonny Ribeiro de Freitas, o Caveirinha, são de Ponta Grossa. Os demais detidos – Adriano da Silva Pereira, David Alysson Grein da Fonseca e Marcelo Adriani Fron – seriam de Curitiba e Região Metropolitana. Conforme a PM, a quadrilha era chefiada por Adriano e havia chegado à cidade há pouco tempo. “Temos informações de que o roubo à distribuidora era o primeiro de uma série de outros assaltos que eles pretendiam cometer, inclusive um de maior proporção”, contou um sargento da ALI. Todos eles têm passagem pela polícia, a maioria por roubo. Caveirinha, que é de Ponta Grossa, já esteve preso outras vezes e teria facilitado uma fuga de presos na 13ª Subdivisão Policial (SDP), recentemente.

Os cinco suspeitos foram encaminhados à 13ª SDP e seriam autuados em flagrante pelos crimes de roubo à mão armada, porte ilegal de arma de fogo e formação de quadrilha.

 

 

Ligação com o PCC

O sargento Juliano Zdepski, do K9, revelou que a quadrilha teria ligação com o Primeiro Comando da Capital (PCC), uma facção criminosa que age em São Paulo, e que pretendia acertar contas com traficantes de Ponta Grossa. No entanto, essa informação seria apurada mais profundamente pela Polícia Civil.

 

 

 

Vítima também seria assaltante

 

Outro fato que chamou a atenção dos policiais militares é que o funcionário da distribuidora de gás assaltada ontem pela manhã, que disse conhecer um dos ladrões, também teria envolvimento com a criminalidade. O jovem foi reconhecido pelos policiais como um dos autores do roubo a um posto de combustíveis cometido na semana passada, em Carambeí. Ainda na tarde desta terça-feira, ele foi levado até esse estabelecimento, no município vizinho, onde a suspeita foi confirmada pelas vítimas. O rapaz – que não teve o nome divulgado – negou que tivesse facilitado o assalto em seu local de trabalho.

Por isso, paralelamente à prisão da quadrilha, a PM realizou outra ação em busca da arma usada no assalto em Carambeí. O revólver foi encontrado em uma casa na Vila Santa Bárbara e mais um jovem foi preso. Além desses dois, outro rapaz também é suspeito de participação no roubo, mas ele não foi localizado. O funcionário da distribuidora e seu comparsa foram encaminhados à 13ª SDP. Segundo a PM, além do assalto na cidade vizinha, os três teriam cometido outros roubos a postos em Ponta Grossa. (E.S.)

Compartilhar esta notícia

Publicidade

Comentários

Você precisa estar logado para comentar, clique aqui para entrar.
Se você for um novo usuário, clique aqui para se cadastrar.

  • 09/11/2011 - 23:46 - molhado8616

    Como o assalto foi no Jardim América, tivemos a ação rápida de vários orgâos da segurança para prender os assaltantes, mas vá você de um bairro de gente mas humilde chamar a PM para um simples caso de perturbação do sossego que o atendente desliga o telefone na sua cara e pronto.