Safra 2016/2017

Agricultura familiar fica com crédito igual da safra anterior

Luciana R. Brick

24/06/2017 às 00:00 - Atualizado em 24/06/2017 às 00:00

Para a safra 2017/2018, a agricultura familiar poderá contar com crédito de R$ 30 bilhões. O valor é exatamente o mesmo anunciado em 2016, só que por outro Governo. O Plano Safra para este setor, anunciado pelo presidente Michel Temer, no último dia 31 de maio, passa a vigorar também sem alteração nas taxas de juros que vão de 2,5% a 5,5% ao ano.

O novo plano chega com valor segurado de até R$ 10 bilhões. Está contemplada a garantia safra, voltada aos agricultores que tiverem perdas de safra devido à seca no sem-árido.

Já os trabalhadores rurais sem terra foram incluídos no Plano Nacional de Crédito Fundiário (PNFC), que prevê pagamentos de até R$ 7,5 mil durante cinco anos, em processos menos burocráticos. Os recursos serão originários do Fundo das Terras e poderão ser utilizados ainda pelos que possuem pouca terra a financiar ou imóvel por meio de Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater).

Segundo o ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, a agricultura familiar é responsável, segundo o ministro por 87% da mandioca produzida no país; 46% do milho; 34% do arroz; 70% do feijão; 16% da soja; e 62% dos hortifrutigranjeiros. “Além disso é responsável por 74% dos postos de trabalho no meio rural, 84% dos estabelecimentos agropecuários, 4 milhões de famílias, 13,6 milhões de pessoas, e 30% das exportações do setor”, destaca.

Michel Temmer na assinatura do Plano da Agricultura Familiar

Foto: Divulgação

 

Publicidade
GUIA DCMAIS
Loterias

MEGA SENA

Concurso 1952 26/07/2017
  • 9
  • 21
  • 53
  • 36
  • 52
  • 38
Publicidade
Enquete

Você aprova as mudanças que a AMTT vem implantando no trânsito de PG?

Publicidade
Flagra

Amigo fiel

Publicidade
Publicidade