Vídeos

Hospital Regional esclarece gaze dentro de mãe após parto

Luana Souza

11/09/2017 às 00:00 - Atualizado em 12/09/2017 às 15:11

O Hospital Universitário Regional dos Campos Gerais emitiu uma nota para a imprensa onde esclarece o caso da mãe de 19 anos - nome preservado - que expeliu um pedaço de gaze - material utilizado para limpar ferimentos - pelo seu órgão genital. O caso aconteceu três meses depois da jovem ter realizado um parto normal no hospital no dia 13 de junho. Segundo a instituição, o parto ocorreu sem qualquer tipo de intercorrência que exigisse a utilização de gazes ou outros procedimentos e materiais.

 

Fábio Matavelli
Mãe e advogado querem pedir análise do material encontrado

 

A mãe conversou com a equipe do DC e relatou que estava no banheiro quando encontrou material na última semana. "Eu tossi e senti que algo estava saindo de mim. Fiquei assustada e chamei a minha mãe e o meu marido. Fui orientada a puxar pra ver o que era e então vi que era uma gaze. Peguei uma luva e vi que tinha 30 centímetros", relata.

A jovem contou ainda que levou o material até o hospital e passou por exames. "Estou com uma infecção bacteriana, mas nada para se preocupar. Além do susto, o que me revolta é que insinuaram que eu não estava dizendo a verdade", alega.

De acordo com o hospital, ao longo desses três meses, em momento algum a paciente teria procurado o hospital. "A paciente compareceu ao HU nesta quarta-feira (6), procurando a assistência social; a equipe médica foi comunicada da sua presença e realizou uma série de exames para avaliar o seu estado clínico. Os resultados dos exames realizados apontam para um estado clínico absolutamente normal. A gaze supostamente expelida não apresenta coloração de material que estivesse por três meses dentro do corpo de uma pessoa", informou a nota.

A mãe, no entanto, alega que sentiu algumas cólicas durante este período, mas jamais desconfiou que poderia ter algo errado. "Compareci na consulta pós-parto, mas uma simples conversa com o médico não iria mostrar que a gaze estava dentro de mim", alegou.

 

Fábio Matavelli
Material teria sido expelido na última semana

 

Além da realização dos exames, o HU informou ainda que presta atendimento à mãe. "A equipe do HU está dando toda a assistência à paciente desde o momento em que ela procurou o hospital", disse a nota.

Defesa de mãe diz que vai pedir análise do material

O advogado de defesa da mãe, Leandro Ferreira do Amaral, informou que irá pedir uma análise do material encontrado, além de solicitar ao hospital o prontuário médico. "Sabemos que a conduta humana é passível de erros e, por isso, vamos verificar o que realmente aconteceu. Além disso, vamos pedir uma indenização por danos morais e tentar provar esta situação através da análise da perícia", garantiu.

Publicidade
GUIA DCMAIS
Loterias

MEGA SENA

Concurso 1952 26/07/2017
  • 9
  • 21
  • 53
  • 36
  • 52
  • 38
Publicidade
Enquete

Você aprova o projeto do prefeito Rangel sobre o refinanciamento de dívidas de cidadãos e empresas?

Publicidade
Flagra

Casa de Deus

Publicidade
Publicidade