Editorial - Solidariedade salva vidas

Além das tradicionais e reconhecidas entidades assistenciais e órgãos públicos de todas as esferas que durante o ano todo se mobilizam para ajudar os mais carentes e necessitados, em momentos críticos como os que estamos vivendo, a empatia e a solidariedade humana são armas ainda mais poderosas para enfrentar essa pandemia do novo coronavírus.

Os ponta-grossenses sabem disso e, cada dia mais, chegam à Redação do Diário dos Campos informações sobre a união de condomínios, grupos de amigos, categorias profissionais, clubes de serviços e empresas, grandes e pequenas, que voluntariamente arregaçam as mangas e providenciam todo tipo de ajuda, de alimentos à mascaras, de álcool gel a serviços...

O que todas essas iniciativas têm em comum é que os envolvidos doam parte do seu tempo para ajudar o próximo – e tempo, por ser irrecuperável, é de extremo valor pessoal. E isso merece reconhecimento, gratidão e aplausos, mesmo que muitos o façam no anonimato. Essa mobilização ponta-grossense é espontânea e parece ser contagiosa, pois só cresce.

A consciência social, que leva à união e mobilização em favor dos desconhecidos, por aqui se sobrepõe e contrasta com sentimentos e ações individualistas, como a de estocar produtos – como ocorreu em outros países. Tal atitude em nada contribui, a não ser acirrar ainda mais a crise socioeconômica, provocar desabastecimento e aumento de preços.

Fica aqui nosso sincero reconhecimento e agradecimento a todos aqueles – incluindo o enorme contingente de profissionais dos serviços essenciais, como saúde, segurança e abastecimento, entre tantos outros - que se sensibilizaram e estão, de alguma forma, contribuindo para salvar vidas. Muito obrigado e bom dia, Ponta Grossa e região.