Meus Escritos
PRINCÍPIOS PARA O CRESCIMENTO ESPIRITUAL

 

         O que é crescimento espiritual?

         É o processo pelo qual, nos tornamos mais e mais, como Jesus Cristo. Quando colocamos a nossa fé em Jesus, o Espírito Santo inicia o processo a fim de que nos tornemos mais parecidos com Jesus, fazendo com que tomemos a Sua Forma, nos “conformemos à Sua imagem”.

         Quando ocorre a transformação da salvação, começa o crescimento espiritual. O Santo Espírito vem habitar em nós (João 14: 16-17). Somos novas criaturas em Cristo e a velha natureza é substituída por uma nova (Romanos capítulos 6 e 7). O crescimento espiritual é um processo que ocorre durante toda a vida, conforme estudamos e aplicamos a palavra de Deus. Conforme buscamos o crescimento espiritual, podemos orar a Deus, pedindo a Ele por sabedoria nas áreas onde Ele deseja que nós cresçamos espiritualmente.

         Com a ajuda do Espírito Santo, podemos vencer o pecado mais e mais, e firmemente nos tornarmos mais e mais como o nosso Salvador, o Senhor Jesus Cristo.

         A palavra “crescer” é usada em diferentes contextos, como financeiramente, relacionamentos, carreira profissional, fisicamente e assim por diante. Infelizmente, as nossas igrejas brasileiras, estão repletas de pessoas que já se converteram faz muito tempo, e que ainda são meninos e meninas na fé. É frustrante ver pessoas que nasceram de novo, com muitas lutas, e agora vivem como verdadeiros “bebês” na doutrina, inseguras o tempo todo, deixando que os ventos de doutrinas, a levem de um lado para o outro, completamente perdidas em seus valores morais inclusive.

         Assim como uma semente, precisa da terra, da água, do adubo e do cuidado para nascer, crescer e frutificar, também é a nossa vida. Precisamos o tempo todo buscar a comunhão, jamais o isolamento, a palavra de Deus na Bíblia e o seu entendimento correto. Não ser o dono da verdade, pois somos aprendizes o tempo todo. Buscar o seu pastor, evangelista, missionário e membros do corpo de Cristo quando surgirem as dúvidas.

         Esse crescimento espiritual deve ser natural para todo cristão, porém não é o que ocorre normalmente nas igrejas. É triste dizer, mas muitos cristãos não querem crescer realmente. Pois a vida ao lado de Cristo requer responsabilidades e compromissos assumidos e geralmente as pessoas detestam “horário marcado”. Agora imagine, sair do conforto de sua cama, no domingo cedo, para ir até a igreja cultuar a Deus? Ouvir o pastor com seus estudos, os hinos antigos, etc e tal.

         A fórmula do crescimento é exercitar o conhecimento e a obediência à verdade como Ele nos ensina em Hebreus 5: 12-14.

         Concluindo este estudo, vou citar cinco passos essenciais para o amadurecimento espiritual, a meu ver, de suma importância. São eles: Meditar constantemente na palavra de Deus; Orar sem cessar; Deixar o orgulho e perdoar; Abandonar o medo e Tomar decisões.  Uma ótima semana aos leitores!

 

Elogios, sugestões e críticas: [email protected]

OS PONTOS TURÍSTICOS EM QUESTÃO

         Não faz muito tempo, um incêndio atingiu uma parcela do Parque Estadual de Vila Velha. Um trabalho imenso para os bombeiros e voluntários. Espécies animais e vegetais destruídas pelo calor intenso do fogo. A terra empobrecendo a cada evento como este.

         As causas “desconhecidas” mas já sabidas, provavelmente oriundas de um toco de cigarro ou semelhante, lançado na beira da estrada, em cima daquele matinho seco pelas geadas. O resultado todos sabemos qual foi. Ou também, do treinamento com fogo “descontrolado” dos bombeiros.

         E este, é somente um, dos problemas daquele local. A degradação dos arenitos pelos visitantes, os quais deixavam, inclusive, os seus nomes gravados nas rochas, declarações de amor entre outras coisas. A alimentação dos animais com salgadinhos, chicletes, etc, os quais não acostumados a alimentos humanos, morriam até de dor de barriga. Isto sem falar, no tão sonhado Museu de Geologia, espaço que poderia ser um dos únicos do país e do mundo, mas que pela falta de interesse, foi deixado para o dia de “São Nunca”, o padroeiro das causas impossíveis. Até o idealizador do mesmo tempo atrás faleceu.

         E o Buraco do Padre? Que local maravilhoso, de beleza sem igual. Recentemente lá estive, e fiquei contente, com as reformas realizadas. Tomara que as coisas possam realmente melhorar por lá. Só não gostei de ver ainda lixo jogado pelas trilhas. Coisas dos três, quatro ou cinco porquinhos, que lá vão visitar.

         Da Lagoa Dourada temos poucas notícias. Até pescaria já fizeram naquelas bandas em tempos atrás. Local lindo e ímpar, o qual anda esquecido. Das Furnas, talvez tenha ficado a lembrança. Do Capão da Onça e Rio São Jorge, e as festinhas do

final de semana, regadas a música e bebidas.

         E o que dizer, da nossa Represa de Alagados, então? Local de captação de água para bebermos, mas pouco cuidado também. Até jet sky já foi visto por lá. E aquelas famosas casas bonitas. Já apareceram em todos os jornais e noticiários.

         A nossa Cidade de Ponta Grossa, foi presenteada pela natureza, com belíssimos locais, mas ainda não nos demos conta deste fato. Enquanto outras cidades, organizam estes espaços, colocam estrutura para recepção de visitantes, aqui turismo fica restrito a uma sala dentro da rodoviária, para a distribuição de panfletos e informações.

         Penso eu, que muitas outras coisas, poderiam ser feitas nesta área. Temos uma universidade pública e gratuita, formando profissionais todos os anos. Agências em cada esquina e condições de melhorar a cada novo dia. O que falta é vontade política.

         Dias atrás, assistindo a uma reportagem, sobre o Recanto dos Papagaios, local que recebe muitos turistas, agora sendo alvo constante de ladrões, os quais “visitam” o patrimônio alheio, sobrando um amontoado de cartões de banco, documentos, cheques, etc, tudo jogado no matagal.

         O Escritor ainda tem esperança, em reais mudanças, neste tão importante setor, da área turística local, as quais poderiam trazer empregos, e aumentar a renda de pessoas.

 

TEMPO DE MUDANÇAS – PARTE 2

         Com certeza, em algum momento de sua vida, foi necessário fazer uma ou várias mudanças de residência e consequentemente de endereço. No começo, tudo é novo, às vezes assustador, o que nos traz receio e medo. Passado algum tempo, a normalidade retorna, pois nos acostumamos a nova vida.

         Mudanças são necessárias, pois nos fazem crescer, olhar o mundo com outros olhos e assim também desfrutar de diferentes experiências e momentos.

         É como um artesão esculpindo sua obra de arte. Cada lasca retirada, provoca uma mudança na obra original. É assim quando nos aproximamos de Deus. Ele vai retirando tudo aquilo que nos prejudica. Só depende de o aceitarmos para sempre em nosso coração e vivermos os seus ensinos diariamente.

         Tem um versículo que diz o seguinte, “Toda  boa dádiva e todo dom perfeito vêm do alto, descendo do Pai das luzes, em quem não há mudança nem sombra de variação.” (Tiago Cap.1:17). Quantos de nós temos diferentes dons e talentos, e os enterramos. E quantas igrejas, necessitando destes dons, e não os possuem. O homem atual, só pensa em custos, e esquece dos benefícios, daquilo que poderia fazer na obra de Deus.

         Só que este mesmo homem, esquece que sua vida é um dom de Deus, e se não fosse Ele, não existiríamos. Mudar é algo profundo. É o milagre bíblico da água sendo transformada em vinho, dos poucos pães e peixes, que foram multiplicados, alimentando uma multidão de pessoas, e mesmo assim,  muitos ainda desacreditam, ficam largados a própria sorte.

         Existe uma história verídica, de uma mulher de Deus, a qual resolveu lavar leprosos. Todos ficavam assustados com a atitude dela. A chamavam de louca. Onde já se viu, você ir dar banho, correr riscos de contaminação. Eu jamais iria em teu lugar diziam. E ela, humildemente, respondeu aquelas indagações da seguinte forma: - os limpos não precisam de cuidados.

         Este é mais um caso de mudança. Mudança real de vida. Pessoas iluminadas, que buscam o bem coletivo e não somente o seu querer individual. Quantos hospitais temos ao nosso redor, presídios, asilos, orfanatos, etc... E ainda dizemos, não sei qual o plano de Deus para a minha vida.

         Concluindo, tenho uma reflexão, a qual diz o seguinte: “Felicidade não é elemento de superfície. É um encontro pessoal, intransferível. Supervalorizar o dispensável desvaloriza o essencial.”  ( EXTRAÍDO ). Uma ótima semana aos leitores.

 

“A mudança é a lei da vida. E aqueles que apenas olham para o passado ou para o presente irão com certeza perder o futuro.” (J.F. Kennedy)

 

Elogios, sugestões e críticas: [email protected]

 

TEMPO DE MUDANÇAS – PARTE 1

 

EMERSON PUGSLEY

 

         A nossa vida é repleta de circunstâncias, que exigem uma decisão certa. Ao nascermos nossos pais, tiveram de decidir o nosso próprio nome. Depois disto, quantos momentos foram necessários até chegarmos a fase de adolescente, jovem e adulto. E então, começamos uma nova fase, onde precisamos ir atrás das soluções dos nossos problemas. O que vou estudar? Qual curso irei buscar? Com quem vou namorar, casar? Onde vou trabalhar? Etc...

         As mudanças começam em nossos próprios corpos. É o desenvolvimento normal do ser humano. É a dinâmica da vida.

         Mas precisamos, parar e refletir, sobre o que temos efetivamente mudado em nossos caminhos. Quantas situações diárias passamos, algumas boas, outras nem tanto, nas quais temos que dar exemplo, pois não podemos jamais esquecer, que somos cristãos.

         Muitos passam anos guardando ódio e rancor em seu coração. Não aprenderam a arte do perdão. Dormem e acordam pensando em seus “inimigos”. Muito triste pensar assim. São pessoas, que não aprenderam o alfabeto da humildade, pois não percebem, que o maior favor que podem fazer pelas pessoas más, é perdoá-las.

         Então vão dizer: -eu perdoar, nunca!! E Jesus, que foi humilhado, maltratado, mutilado, perseguido, morto e mesmo assim, perdoou, onde fica em seus planos? Será que não estamos alicerçando as nossas vidas na prática do orgulho?

         Como diz em 2 Coríntios Cap.5 :17, “Pelo que, se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo.” Profunda esta passagem bíblica. O que você tem feito de novo para Deus? Quais são os seus projetos de vida? O comodismo não está tomando conta de suas atitudes?

         Conta uma ilustração, de uma igreja que intercedia para que pudesse ver Jesus em carne e osso. Dia e noite oravam nesta direção. Em um certo dia, no culto da noite, poucos membros estavam ali. Foi quando entrou um homem simples e com roupas sujas, o qual sentou no último banco. Ninguém foi até ele. Até parece que não existia. Será que nós, não estamos fazendo o mesmo com Jesus, através dos nossos preconceitos e falta de fé? Buscamos e ao mesmo tempo descartamos, como um papel de bala. Só pensamos em nossos próprios interesses.

         É hoje o tempo de mudanças, pois mudar é preciso. Chega de frieza, da falsidade, do individualismo, de mentira. Precisamos ter alvos definidos, os quais apontem para o Céu e não para o Inferno. Desejo do fundo do meu coração, que você renove os reais propósitos, e quando chegarem pessoas até nós, em busca de auxílio, possamos acolhê-las e não afastá-las. Uma ótima semana aos leitores e amigos.

 

         “Todo mundo pensa em mudar o mundo, mas ninguém pensa em mudar a si                        mesmo.”

                                                                                                    (LEON TOLSTOI)

INFÂNCIA CASTIGADA – PARTE 2

 

EMERSON PUGSLEY

 

         Escrevendo este artigo, estou lembrando, do pequeno menino, atingido por uma bala perdida, o qual perdeu o seu direito de viver, sem saber o motivo. Triste vermos situações assim. Como ficam este pai e mãe, nesta situação trágica? Não temos a menor ideia, do sofrimento pelo qual passam.

         E aqueles, que tiveram os seus filhos e filhas, roubados pelo mundo desumano de incertezas e pessoas más, como estão? A meu ver, tentando achar o impossível, em sua realidade da ausência, do seu tesouro maior.

         Lembro agora, de uma reportagem, sobre pais que utilizam seus filhos menores, para pedir esmolas ou até praticarem pequenos furtos, pois sabem que os mesmos não serão presos. Será que estes são pais e mães de verdade? Com certeza, não.

         O mundo todo, assiste a uma onda de casos de pedofilia. Os meios de comunicação, como a internet, contribuem e muito, para este tipo de exploração infantil. Pessoas sem escrúpulos e vergonha, entram em diferentes casas, mostrando uma face “angelical” e tirando a paz de muitas famílias.

         E as nossas estradas ao redor do país então? A prostituição infantil mostrando o seu lado obscuro, da gravidez na adolescência, das doenças sexualmente transmissíveis, das drogas, da infância roubada para sempre. São corpos despreparados, sendo usados por pessoas rudes e maldosas. É a vida como ela é, sem maquiagem ou fatos bonitos.

         Uma foto, publicada recentemente, me chamou muito a atenção. Um menino sentado no chão, com aparência cadavérica e com a pele grudada nos ossos frágeis. O assunto da matéria era a fome no mundo. Pensando nisto, o que temos feito, como seres “racionais”, para acabarmos com a miséria? Estas mesmas crianças, são o futuro. Mas o que podemos esperar então do futuro? Quase nada.

         Todos já fomos crianças um dia ou ainda somos. Já tivemos os nossos tempos de gostosas brincadeiras, de cair da bicicleta, de subir na árvore, de se molhar na chuva e achar graça e muitas outras coisas. Mas ao chegarmos na fase adulta, nos deparamos com um outro mundo, repleto de atividades, de horários e pouca diversão, com os nossos pequenos seres chamados filhos e filhas.

         Gosto muito de um pensamento, que diz o seguinte:

         “A melhor maneira de tornar as crianças boas, é torná-las felizes.”(OSCAR WILDE).

JOGOS MORTAIS

            Começo mais esta crônica, um dia depois, de assistirmos de diferentes formas e olhares, a mais um massacre de inocentes, por dois diabólicos dementes juvenis. Segundo, informações preliminares, os mesmos, passavam boa parte do tempo, assistindo a uma famosa série, onde jovens com máscara de caveira, aprontam tudo e mais um pouco, de maldades e crueldades.

            A Cidade de Suzano -SP, acordou para enterrar seus alunos e funcionários, na última quarta caótica feira (13/03), deste mês de março de 2019. Munidos de machadinha, arco e flecha, armas de fogo de alto poder, entraram na hora do recreio, e fizeram um estrago gigantesco, na vida de todos(as) envolvidos(as). Depois do covarde ataque, apenas o suicídio, de quem nunca deveria ter agido de tal forma. Ou então, deveriam ter atentado, contra a própria vida, sem ferir e assassinar quem não merecia tais bestialidades.

            Que triste queridos leitores, pois muitas das vezes, dizemos e repetimos, que a juventude é o futuro deste país. Mas o que realmente, podemos aguardar, de tais encapetadas mentes? Lógico, jamais generalizando, pois temos muitos(as), que madrugam e vão a luta, estudando, trabalhando, cuidando da casa e da família, amando o seu próximo. Alguns, ainda separam momentos, para o voluntariado e vida religiosa.

            Não faz muito tempo, li uma matéria, sobre os viciados em vídeo game e jogos no computador. Fiquei perplexo, ao ver aqueles meninos e meninas, em confortáveis poltronas, passando mais de 24 horas, na frente deste mundo virtual. Alguns, questionados como faziam para ir ao banheiro, respondiam rapidamente: “- não vamos ao banheiro.” Temos até fraldas.

            Nada contra quem gosta, pois é uma maneira, de distrair a mente, em nossos atribulados e conturbados dias e noites. Mas temos que controlar, nossos instintos maldosos humanos, e desumanos. Matar na vida real, não é igual a um jogo. Traz dor intensa as famílias, o luto que precisará ser vivido, e a saudade que em alguns casos nunca acabará. É eterna!

            Quando fatos assim ocorrem, ao redor do mundo, sempre ficamos a refletir: o que leva homens e mulheres, a invadir escolas, igrejas, boates, entre outros lugares mais, repletos de armamentos pesados ou carros descontrolados, para simplesmente, tirar a vida de quem se pudesse escolher, jamais gostaria de perdê-la.

            E gostaria aqui, de ir um pouco mais longe, pois será, que precisaríamos de armamentos liberados em nosso país? Segundo matéria, recém publicada, os monstros de Suzano, compraram armas em site de vendas, onde tudo é comercializado, sem nenhum controle das autoridades. Imaginem vocês, se todos estivessem armados, dentro e fora da escola, como tudo iria terminar? Talvez, em cenas de selvageria livre, leve e solta.

            Também não poderíamos, de esquecer e isentar de culpa, a instituição desestruturada, em muitos dos casos, a qual alguns ainda insistem em chamar de “família”, a qual deixa tudo solto e liberado, sem o devido controle, orientação e cobranças.

            Agora surgem, todos os discursos, possíveis e imagináveis, com reforço na segurança de escolas, bate boca sobre liberar ou não, entre outras inúmeras interrogações mais. Sinceramente, temos de investir pesado, em prevenção, educação, colocando os nossos jovens, no mercado de trabalho, na sala de aula e não na frente da TV, do celular ou outras porcarias tecnológicas mais.

            Concluindo, trago a fala de um professor, o qual lecionava na escola ensanguentada: “Meu aluno disse que iria merendar. Nunca mais retornou.” É para refletirmos nesta semana e em todos os dias de nossa existência, muitas das vezes, breve até demais e dolorida infinitamente. Deus nos proteja das mentes perigosas.

           

DIAS DE MEDO PARA AS MULHERES

EMERSON PUGSLEY

 

 

         Quero iniciar este artigo, com uma pergunta: - qual é o valor de uma vida? A resposta pode ser demonstrada de muitas maneiras. Para alguns, a vida é tudo e para outros um nada absoluto. É bem isso que vocês acabaram de ler.

         No começo desta semana, em reportagem de um famoso telejornal, as preocupantes estatísticas, sobre a violência contra a mulher no Brasil. De janeiro de um certo ano 2013, até o mês de novembro, já foram registrados mais de 50.618 casos de estupros, sem falar naqueles casos, que por vergonha ou medo da vítima, não são registrados nos boletins de ocorrência da polícia.

         O que pensarmos diante de situações assim? O ser humano buscando caminhos da violência, deixando pessoas completamente traumatizadas, aterrorizadas e machucadas.

         Aqui na cidade de Ponta Grossa, em menos de um mês, algumas adolescentes, voltando da escola, em dias diferentes, sofreram abuso sexual. Segundo testemunhos, o agressor possui uma caminhonete branca.

         Muito complicado, quando deixamos de lado o respeito pelo próximo. Não posso compreender, o que passa na mente de homens assim. Buscar o prazer provocando a dor, é uma atitude monstruosa, não vista em nenhum comportamento animal.

         E a violência doméstica então? Namorados, noivos, companheiros e esposos com as mãos pesadas, machucando quem deveriam amar e proteger. É a Lei Maria da Penha mostrando a sua finalidade.

         No mundo dos famosos e anônimos, a violência mostrando sua crueldade também. Coitada da jovem, a qual namorava um goleiro de clube nacional. Foi transformada em pequenos pedaços de carne humana, até hoje não encontrados.

         A jovem atriz global, com um futuro promissor, assassinada sem piedade pelo ator com o qual contracenava. As tesouradas furaram muito mais do que seu peito. Destruíram seus sonhos, família e carreira. E o pior é sabermos, que o assassino hoje, caminha livremente, pois ficou bem comportadinho enquanto preso.

         O medo em cada esquina, seja do centro ou dos bairros da cidade. Desde uma simples viagem de ônibus ou táxi, onde o destino final pode ser o estupro. Assim temos inúmeros casos no país inteiro.

         Mais triste, em muitos casos, é a violência que nasce no seio familiar. São as meninas e jovens violentadas pelos pais, padrastos, irmãos, avôs, etc...Uma silenciosa e maléfica atitude destes homens.

         Finalizando, cito aquele caso, de repercussão mundial, no qual jovens ficaram prisioneiras de um cidadão endiabrado, em uma cidade dos Estados Unidos. As mesmas, ficaram uma década, sofrendo abusos sexuais. Uma delas após liberta, relatou que foi pendurada na parede de cabeça para baixo. Simplesmente terrível!

CONTROLE REMOTO SEM VERGONHA

         Vivemos tempos, de forte apelo e exposição do corpo humano, nos diferentes meios de comunicação e seus respectivos programas. Sinal vermelho para as famílias de bem, as quais ficam a mercê de valores distorcidos da fé cristã.

         Desde os programas dos domingos a tarde, onde jovens ficam quase nuas, na frente do auditório e mundo inteiro, passando pelos filmes, séries, novelas e o big brother e fazendeiros da vida promíscua.

         Em bonitas e majestosas casas cenográficas, com muitos cômodos, piscinas, saunas, o público não perde nada, na transmissão ao vivo e a cores, de tudo o que ocorre. Como dizia o apresentador, de um destes, até o que acontece embaixo do edredom será mostrado.

         Em disputadas seleções, onde os candidatos, precisam mostrar o que tem, de melhor, fisicamente falando, poucos são escolhidos para entrar nas casas mais famosas do Brasil. Depois que estão lá dentro, independente dos milhões, prêmios diversos e carros modernos, ainda possuem um leque de oportunidades, que vão desde tirar a roupa, para revistas masculinas e femininas, até virar ator, atriz, apresentador de TV, etc e tal. Alguns até políticos, conseguem eleger-se.

         Em um canal da televisão aberta, no qual são vinculados programas religiosos, onde pastores e bispos, pregam a palavra de Deus, inclusive, com polêmicos chutes a imagens, tivemos um programa, onde jovens rapazes e moças, aprendem a tirar leite, coletar ovos, plantar e colher. Até aí tudo em perfeita harmonia. É a fazenda com seus respectivos caubóis.

         Por outro lado, em recente reportagem, publicada na internet, soubemos que uma das participantes, naqueles dias e noites de confinamento, teria “aproveitado” a vida, com suas peripécias sexuais, com outro participante. Segundo a mesma matéria, nunca na história deste programa, foi necessário a presença de um médico ginecologista. Neste caso, chamaram o profissional, para dentro da casa, pois havia suspeita de gravidez, a qual foi desmentida após exames.

         Em fotos quentíssimas, os dois não se desgrudaram um instante sequer.

         O que estes exemplos citados, acrescentam na vida dos telespectadores? Valores mundanos, onde a mulher, transformou-se em objeto de prazer, e onde o homem, é somente um touro reprodutor, demonstrando mentes vazias, as quais ocupam corpos do prazer e nada mais.

         Quando olhamos as nossas novelas, vemos o forte apelo sexual também. Atrizes, com roupas curtíssimas, e atores, com terno e gravata. Mais uma vez, a mulher é explorada. Nos finais de tarde, os nossos adolescentes e jovens, vão para a malhação. Meninas grávidas, outras, em seus casos amorosos quentes, e pais muito ocupados. É a triste realidade que temos visto nos atuais dias.

         Na internet, tudo está a um simples clique do mouse. Sem qualquer controle, imagens impróprias de pornografia, ganham o mundo. É a pedofilia ganhando espaço também.

        

         As salas de bate-papo virtual, cheias de traição, provocação, falsidades, brincadeiras e ainda vemos pessoas, acreditarem nestes espaços de comunicação. Assim é a jovem advogada, citada em reportagem no site UOL, a qual espalhou pela sua cidade, faixas tentando encontrar o rapaz, com o qual conversou dias atrás, em uma sala destas. Segundo ela, ele parecia ser muito sério e dentro do seu padrão.

         O que podemos, esperar do futuro, diante de tudo isto? A resposta vou deixar a cada um de vocês leitores e leitoras. Um grande abraço e excelente semana a vocês.

 

OS MENORES IR-RESPONSÁVEIS

 

         Começo mais este artigo, após ler uma notícia, sobre menores e maiores que reuniram-se próximo da Avenida Souza Naves, aqui em Ponta Grossa, para “brincar” de jogar pedras em caminhões e automóveis, podendo além de prejuízos materiais, causar ferimentos e acidentes.

         Uma falta de respeito, com todos os que transitam pela rodovia. Com certeza, eles não sabem o que estão fazendo. São inocentes e frágeis criaturas, “excluídos” da sociedade e suas atitudes podem ser “justificadas”.

         Em todo o país, temos visto cenas aterrorizantes, envolvendo adolescentes e jovens criminosos, os quais fazem e acontecem, e dão muitas risadas da cara dos policiais, pois ninguém poderá puní-los.

         Assim foi com o jovem assaltado em São Paulo. Mesmo sem qualquer reação, teve sua vida tirada, através das mãos de um jovem de dezessete anos. Um tiro foi tudo de pior, deixando toda uma família perplexa e enlutada.

         Aqui mesmo em nossa cidade, dias atrás, soubemos do adolescente, que além de estuprar, ainda deu facadas na própria prima menor de idade. A população até tentou, mas não conseguiu linchá-lo na sequência.

         Entre drogas, furtos e armas, temos visto pessoas de bem, perdendo a paz e a turminha do mal fazendo seus estragos.

         Após suas noitadas de bagunça, dirigem-se ao Terminal Central e simplesmente pulam as catracas, para não pagarem a passagem do ônibus. São os irresponsáveis de plantão e seus péssimos exemplos.

         Se olharmos para as leis de outros países, veremos que existem lugares, onde a criança de seis anos apenas, já pode responder pelos seus atos, perante a justiça. Não estou brincando, é verdade mesmo. E aqui no Brasil, com tantas leis, ainda não conseguimos dar deveres, somente direitos.

         Alguns anos atrás, tivemos em São Paulo, aquele triste caso, do casal de namorados, também adolescentes, os quais tinham saído para acampar. Foram surpreendidos pelo adolescente conhecido pelo apelido de “Champinha”, o qual assassinou o rapaz na hora e levou consigo a jovem. Durante uma semana a mesma foi levada em diferentes locais da mata e violentada sexualmente até a morte.

         Após ser recolhido, Champinha disse não estar arrependido e acredito que hoje deve estar circulando livremente, pois era menor na época do crime.

         Falta de Deus no coração, de ocupação da mente e de políticas mais sérias, fazem com que nossos adolescentes cometam suas péssimas atitudes e saiam livres sempre.

         Precisamos de um outro tipo de Estatuto da  Criança e do Adolescente, com menos direitos e muito mais deveres. Ao contrário, sofreremos na pele as consequências.

 

PRÉ CONCEITOS

         Toda pessoa nasce, cresce e morre, mesmo que sua vida seja resumida em um brevíssimo tempo. Alguns não chegam a nascer vivos, mas já fizeram a sua parte e história.

         A mente humana é fabulosa, com seus inúmeros neurônios, artérias e principalmente, o que nela arquivamos, desde os primórdios de nossa infância.

         Quero refletir, sobre o conteúdo de nossa memória. Na informática precisamos clicar em uma página ou desenho, selecionar e salvar em seguida, ao contrário da nossa mente, pois nós homens e mulheres, não temos teclas e muito menos forma de computadores e, mesmo sem sentirmos, salvamos tudo em nosso inconsciente.

         Quando precisamos, opinar a respeito de um assunto específico, buscamos todos os nossos “arquivos”, para então formarmos uma resposta, a qual independente, de estar certa ou errada, é o ponto de vista que temos.

         A humanidade, ao longo dos séculos, tem o poder de opinar, mesmo que para isto, necessite pagar um alto preço, inclusive perdendo a vida.

         Quais valores, estamos cultivando, no terreno fértil de nossa memória?

         Será, que estamos tendo, uma visão ampla e coerente, a respeito dos fatos que nos rodeiam, ou estamos aniquilando diariamente, todos que nos cercam?

         No mundo virtual, é só deletar o que não desejamos mais, mas na vida real, é bem diferente, pois marcas sempre ficam. Qual tem sido a sua atitude?

         A história, registra infinitos pré conceitos e suas atrocidades como resultado. Exemplo: racismo, campos de concentração nazistas e tantos outros.

         Lembre-se, de que quem faz a sua história é você mesmo(a). Então comece um caminho, de paz e esperança, em melhores dias. Desejo a todos os leitores, uma semana fantástica, repleta de momentos felizes, junto de quem mais amam.

 

Elogios, sugestões e críticas: [email protected]