Meus Escritos
AS RUAS DA VIDA

         Diariamente, pessoas e meios de transporte, se utilizam delas. Algumas pavimentadas, outras não, pouco organizadas e várias esburacadas.

         Sem as ruas, não conseguiríamos chegar confortavelmente nos destinos que necessitamos alcançar.

         Observe o bairro da cidade onde mora. É repleto de ruas largas e estreitas. Algumas não levando a lugar nenhum. Somente caminhos ou trilhas para caminhantes.

         Quantos veículos, ônibus, caminhões, bicicletas, carroças e pedestres, passam diariamente sobre elas? Algumas bastante judiadas, outras ainda com calçamentos do tempo antigo. E ainda, algumas sem qualquer tipo de pavimento, deixando aquela aparência de sujeira nas casas ao redor e moradores desanimados ou revoltados.

         Também podem ser palco de tragédias. Quantas vidas perdidas em nossas ruas das grandes e pequenas cidades. Entre atropelamentos, acidentes, assassinatos, etc e tal. São as várias faces, de nossos caminhos, com alegria e choro presentes.

         Costumo sempre observar, logo pela manhã, as cenas das nossas ruas e suas curiosidades. Catadores de recicláveis, acordam cedinho, pois já estão em movimento. Sempre com um cachorrinho em sua retaguarda. Na esquina movimentada e mal sinalizada, o veículo da cor verde todo arrebentado. Sinal de que tivemos mais acidentes, em nossas estatísticas urbanas.

         As ruas que estão sendo revitalizadas. Primeiro, todo o processo de preparação, com máquinas diversas, material apropriado para o trabalho, homens vestidos na cor laranja, prontos para as lutas, de mais um dia. E mesmo, com transtornos para melhorar, percebemos motoristas impacientes a reclamar e buzinar sem piedade.

         As nossas vidas, podem ser comparadas a ruas. Somos pedestres, em diferentes momentos, passamos por ruas bonitas, bem iluminadas, e em outras ocasiões, podemos passar por ruas empoeiradas, nas quais não enxergamos um palmo a frente dos nossos olhos.

         Iluminadas ou não, representam perigos aos homens e mulheres. Quantos de nós, estamos passando pela escuridão dos problemas, sem perspectivas de encontrar uma luz no final do túnel?

         Um dia destes, passei por uma esquina, quando observei uma placa em letras grandes, a qual dizia “Rua Sem Saída”. Então pensei, sobre as questões que nos rodeiam diariamente, e quantas delas, parecem não ter uma solução positiva.

         Que a cada momento, você possa refazer trajetos, para alcançar melhores posições, jamais desanimando ou desistindo. Assim como as formigas fazem na natureza, carregando o seu alimento em longas distâncias, construindo a sua morada, que mesmo, após uma enxurrada, poderá ser carregada, mas elas sempre trabalham.

         Concluindo, espero do fundo do coração, que a sua vida, seja uma rua que o leve para locais felizes, e quando vierem as lutas, que os seus pés jamais cansem das batalhas. Um forte abraço queridos leitores.