Saúde em Pauta
Existem outras essências florais...além dos Florais de Bach?

Sim!

O Dr. Edward Bach foi quem primeiro buscou nas essências das flores seus princípios biativos com o propósito de reequilibrar estados desarmonizantes da mente ou da esfera emocional. Para tanto, andou pelos campos e campinas verdejantes de uma região da Inglaterra, chamada Mount Vernon onde conseguiu catalogar 38 plantas nativas que após experimentações, deram origem a um sistema chamado Terapia Floral de Bach. Hoje, esse sistema terapêutico é reconhecido pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como um terapia complementar ou integrativa, ou seja, uma coadjuvante importante no tratamento da ansiedade, depressão leve ou moderada, ou emoções em desequilíbrio como o medo, a culpa, a angústia, a tristeza, o desânimo, o pânico, entre outras.

 

Existem outros sistemas florais?

A resposta é SIM! Novas alternativas de cura encontradas em outras espécies vegetais somente foram possíveis graças ao trabalho exaustivo realizado por Dr. Edward Bach. A partir das descobertas deste médico homeopata, bacteriologista e imunologista, inúmeros pesquisadores aperfeiçoaram a sua técnica original, dando origem a uma infinidade de sistemas florais, utilizando a flora regional de cada pesquisador. Isso aconteceu após sua morte, onde os relatos de seus experimentos caíram em mãos igualmente competentes, e novos resultados foram possíveis. Atualmente, já existem cerca de 20 sistemas florais.

 

Vamos apresentar aqui um breve leque de opções onde as pessoas simpatizantes das terapias florais podem encontrar opções de cura para suas angústias do corpo e da mente.

 

Florais da Califórnia

Este sistema é mais conhecido nos Estados Unidos, sendo as essências preparados desde 1970 pelos fundadores e pesquisadores Richard Katz e Patricia Kaminski. Esse casal foi responsável por fundar a Flower Essence Society (FES), uma entidade sem fins lucrativos que estuda espécies vegetais passíveis de serem transformadas em medicamentos. Essa fundação também investe em projetos educativos e trabalhos sociais. Uma de suas atividades filantrópicas é proceder doações de seus florais à população carente ou destinados à vítimas de desastres naturais, que precisam reestruturar o emocional.

Atualmente, o sistema conta com 103 essências de origem própria e outras 39 inglesas, dentro dos preceitos e ensinamentos dos Florais de Bach. A cartilha com todos os florais pode ser encontrada diretamente no site da fundação, o FES Flowers.

 

Florais de Saint Germain

Esse sistema foi fundado em 1997 pela terapeuta Neide Margonari e foram desenvolvidos aqui, no Brasil. Essa terapia até o momento detém 89 essências, e a diferença com outros sistemas reside na forma de sua produção que é totalmente artesanal. Ao contrário da terapia de Bach, que levava em conta o temperamento do paciente, suas emoções em desarmonia no momento da enfermidade, os florais de Saint Germain considera o histórico de vida do paciente, suas relações com os que o cercam buscando os prováveis gatilhos emocionais que possam ter provocado sintomas mentais e emocionais desarmonizantes.

Mais informações sobre essa terapêutica encontra-se no site da fundação Florais de Saint Germain.

 

Florais Joel Aleixo

A flora brasileira devido à riqueza de sua biodiversidade tem provocado em alguns pesquisadores uma grande motivação para se descobrir novas essências florais. Quem está na lista, é o brasileiro Joel Aleixo que há mais de duas décadas se dedica à pesquisa de plantas medicinais com potencial terapêutico voltado ao equilíbrio. Acreditando, que a natureza possui uma energia vital, essa linha terapêutica tenta promover o reajuste das esferas psíquicas e físicas.

A linha terapêutica possui especificidade para uso em adultos, criança, animais e indivíduos sensíveis ao álcool, cujos medicamentos são disponibilizados em 10 kits de essências florais sutis, bem como uma linha cosmética floral. Com plantas regionais, foram elaborados 308 florais, os quais se encontram distribuídos em 12 grupos distintos, onde terapeutas da Escola Joel Aleixo são preparados para prescrevê-los.

 

Florais do Alaska

O frio e condições climáticas extremas do Alaska não foram impedimento para que o americano Steve Johnson, buscasse entre as flores nativas e silvestres de paisagens quase intocáveis desta região, essências de flores que se constituíram novas opções de cura. Essa terapêutica foi desenvolvida a partir de 1983 e se apresenta com 72 essências cultivadas em solos quase estéreis. Os seus idealizadores Steve Johnson e Jane Bell promovem periodicamente cursos de treinamento à pessoas interessadas neste tipo de Terapia. Mais informações podem ser encontradas no site Alaskan Essences.

 

Florais do Hawaii

Jane Bell, a co-produtora e pesquisadora dos Florais do Alaska é também a idealizadora de um outro sistema floral. Os florais do Hawaii. Como profissional especialista em terapia vibracional, Jane Bell além de se utilizar de flores nativas da região e por e viver em locais à beira mar, se dedicou a recolher algumas espécies marinhas, e através da experimentação chegar à descoberta de sua efetividade em determinados sintomas de aflição que acomete os seres humanos. Esse sistema conta com cerca de 36 essências.

 

Florais Filhas de Gaia

Desde de 1980, Maria Grillo, além de simpatizante pelas Medicina Natural passou a utilizar as essências florais de Bach, para problemas de ordem física, emocional e mental, obtendo sempre resultados bastante animadores. Então, se sentindo grata por tantos benefícios recebidos com esta terapêutica, a partir de um desejo pessoal de contribuir em amenizar sofrimentos alheios, teve a iniciativa de pesquisar essências florais em áreas de preservação ambiental e santuários ecológicos, como o Parque Estadual da Ilha do Cardoso e áreas preservadas como a Grota Funda, em Itatiba; Mata Atlântica, dentro do Parque Estadual da Serra do Mar; Serra da Mantiqueira. Atualmente, os Florais Filhas de Gaia são encontrados à venda através de representantes ou farmácias de manipulação. Mais informações estão no site oficial do sistema floral.

 

Florais Living Essences

Provenientes das paisagens naturais da Austrália, os Florais Living Essences constitue-se uma terapêutica baseada nas preconizações dos ensinamentos do Dr. Bach, que insiste em afirmar que estados mentais desarmônicos podem influenciar diversos metabolismos da fisiologia humana, podendo provocar enfermidades. Os florais Living Essences são considerados líderes mundiais na pesquisa sobre essa relação dos florais com a saúde da mente-corpo.

Pesquisas realizadas como aporte à essa terapêutica, chegaram à conclusão que, em pessoas deprimidas, as plaquetas (que promovem a coagulação) mudam sua consistência e vasos sanguíneos como artérias e veias também podem sofrer obstrução. Estas sintomatologia física influencia o estado mental da pessoa acometida o que poderá levar as pessoas a estados de grande negativismo e desânimo para situações do cotidiano, provando a relação intrínseca que existe entre corpo e mente. Mais informações podem ser obtidas no site da Fundação.

 

Florais de Minas

Os Florais de Minas constituem-se o primeiro sistema ou linha de florais nacionais, produzidos e pesquisados aqui no Brasil tendo como inspiração o trabalho do Dr Bach. Produzidos dentro das Boas Práticas de Fabricação, a pesquisa dos Florais de Minas consolidou sua presença junto ao público brasileiro ao longo dos anos. Usando estratégias e abordagens que combinam o rigor do controle de qualidade com as indicações específicas para cada essências, essa empresa produz florais, combinações de florais e outros produtos que são resultado de sua pesquisa original sempre balizado nos conhecimentos da medicina tradicional. Sempre tendo em foco o cultivo e a proteção à flora utilizada a empresa busca no solo brasileiro a sua riqueza terapêutica.

Breno Marques da Silva e Ednamara Batista Vasconcelos são os fundadores, produtores e pesquisadores dos Florais de Minas. Ele, químico responsável e Doutor em Ciências pela USP, possui em sua equipe técnica químicos, biomédicos e farmacêuticos, os quais desenvolvem estratégias cientificas específicas sobre os processos produtivos e de controle de qualidade, visando atender as Boas Práticas de Fabricação (BPF). Além de deter equipamentos de última geração, a empresa possui laboratórios de Farmacognosia, Microbiologia, Análise físico-química, Microscopia, Estereoscopia ótica e digital, além de Análise Quantitativa de substâncias ativas de plantas, realizadas com equipamentos modernos tais como sistema de CLAE/HPLC (cromatografia líquida de alta eficiência) e espectrofotômetro UV-VIS (ultravioleta-visível).