Toque de Letra
Jogo complicado para superar a pressão

O Operário Ferroviário não iniciou o segundo turno do Campeonato Paranaense como esperava, mas ainda tem bala na agulha para tentar reverter o quadro e partir em busca das semifinais e depois tentar levantar a Taça Dirceu Krüger. O próximo adversário é o Toledo, que já colocou na estante a Taça Barcímio Sicupira, aliás, um fato inédito na história do clube. Porém, iniciou o returno tomando uma histórica goleada por 8 a 2 dos aspirantes do Athletico, na Arena da Baixada.

Tal resultado leva a crer que, como já está na decisão do Estadual, o Toledo deve levar o segundo turno no chamado banho-maria. Será? Mesmo assim, o time foi surpreendentemente humilhado pelo Furacão e agora precisa apagar o vexame e diante da torcida. Portanto, a bola da vez é o Fantasma neste domingo, no Estádio 14 de Dezembro. Com certeza, tem todos os ingredientes para um jogo nervoso.

Enquanto o Toledo tenta recuperar a autoestima, o Operário Ferroviário também busca voltar a vencer para tentar alcançar seu objetivo principal, que é uma das vagas para a disputa da Copa do Brasil, em 2020. Para isso, é preciso vencer o returno, ou no mínimo, ficar entre os três primeiros na classificação geral.

Com essa missão como meta, o time comandado pelo técnico Gerson Gusmão, que levantou duas taças nacionais e uma da segundona estadual na condição de invicto na temporada anterior, tenta agora reencontrar seu futebol vitorioso. Ainda há esperança. Contudo, a bola precisa entrar e o time não pode mais vacilar, caso contrário, enfim, as coisas podem ficar mesmo para uma outra oportunidade. A verdade é que no futebol nada é garantido e em abril, vem o Brasileirão da Série B.