Visão Empresarial
Como identificar oportunidades se elas não dependem de mim?

Dois planos

Uma situação pode ser considerada oportunidade quando efetivamente ela oferece um potencial de aproveitamento para a sua prática. Até aí tudo bem. O segundo aspecto importante é que toda oportunidade é de natureza externa, o que significa também que ela não depende única e exclusivamente da sua vontade para que aconteça. Aí vem um dilema. Se uma oportunidade não depende apenas de mim o que é que eu posso fazer para construir o meu planejamento para o ano que vem? É justamente nessas horas que você deve saber que o planejamento ganha sua força porque ele estabelece o plano A e o plano B para que você tenha alternativas caso a oportunidade aconteça, e também caso ela não venha a se revelar.

Esperança

Isso é muito importante porque quando você faz um planejamento estratégico pessoal e profissional é comum ver pessoas que consideram líquido e certo que aquela oportunidade vai acontecer e a partir disso ficam esperando, literalmente com a palavra esperança, que é o ato de esperar, de ficar inerte esperando que o mundo venha a seu favor. Portanto, o grande processo do planejamento estratégico está em justamente o profissional vislumbrar o que fará para estimular que aquela oportunidade aconteça. Você pode fazer isso levando muitas vezes à empresa alternativas, informações a respeito do que pode acontecer caso um profissional como você seja melhor aproveitado.

Mapear

Ou então, levando para a empresa conexões, informações a respeito do quanto você é a pessoa indicada para coordenar e desenvolver um projeto novo na organização. Você deve estar sempre mapeando porque quando a oportunidade que você espera não acontecer pode ser que outras estejam surgindo exatamente naquele momento. Planejamento não engessa uma pessoa, não determina um único caminho, mas dá um norte, dá um guia para que a pessoa entenda como deve agir à medida que as coisas vão sendo alteradas ou confirmadas no futuro. Pense nisso!