Visão Empresarial
Por que a paciência tem como principal pilar o autoconhecimento?

Relevância

Para ter mais paciência em nossa vida é necessário desenvolver cada vez mais um processo de autoconhecimento porque geralmente perdemos a paciência quando algum tipo de estímulo externo nos atinge de maneira extremamente relevante. Veja um exemplo. Você está trabalhando na empresa e de repente alguém te pergunta pela terceira vez como deve fazer determinada tarefa. Você já explicou uma, duas vezes e de repente perde a paciência para ter de explicar novamente.

Humor

Nestas horas você percebe claramente que é um gatilho mental, que é uma espécie de estímulo que atinge o seu ponto fraco e determina a perda da paciência e não propriamente o quanto a pessoa está agindo de maneira equivocada. Analise o seguinte: você acaba de receber uma grande notícia na sua vida, fez uma reunião na empresa que foi maravilhosa ou fez uma negociação com um cliente e está extremamente feliz. De repente, alguém lhe pergunta a mesma coisa em que você normalmente perde a paciência. Você sorri, relaxa e explica novamente a situação.

Disponibilidade

Ao contrário, você está num dia tenso em que nada serve e vem a pessoa e faz a mesma pergunta. Você logo perde a paciência. Por isso, analisando esse exemplo você descobre que a paciência é muito mais decorrente de um estado de espírito e não propriamente única e exclusivamente do estímulo que você recebeu. Resumindo meu amigo, preste atenção! Você deve entender que quando percebe como está o seu humor, o seu estado de espírito, automaticamente sabe qual é o grau de paciência que você tem disponível para compartilhar com as pessoas. Pense nisso!