Economia

2° semestre traz otimismo aos lojistas e liquidações

Promoções são oportunidades para as lojas e consumidores. Comércio aposta em grandes vendas até o fim do ano
(Foto: José Aldinan)

O segundo semestre chegou trazendo otimismo aos lojistas, que apostam em bons negócios até o fim do ano, e liquidações para os consumidores. Em pleno inverno as lojas especializadas em roupas e calçados estão concedendo descontos, medida que visa justamente atrair os clientes e elevar as vendas.

Gerente da CS Club do Shopping Palladium de Ponta Grossa, Suelen Martins da Silva, conta que desde o início deste mês a loja está com 50% de desconto na coleção de inverno. Ela explica que a empresa trabalha com calendário anual de lançamento, mas que decidiu antecipar a liquidação o que está trazendo resultado positivo. As vendas já são 50% superiores às registradas em junho último.

Para ela, os próximos meses deverão ser melhores, tendo em vista que o próprio shopping fará sua campanha de inverno, o que garante um maior fluxo de consumidores, e a proximidade com datas comemorativas.

Para a diretora de Comércio da Associação Comercial, Industrial e Empresarial de Ponta Grossa (Acipg), Flavia Barrichelo, as liquidações impulsionam as vendas que, historicamente, no segundo semestre são melhores que no primeiro. “É um bom momento; o segundo semestre sempre foi maior em volume de vendas, tem mais datas expressivas como Dia dos Pais, das Crianças, feriados e o Natal que fecha com chave de ouro”, diz.

Flavia lembra que não só as liquidações atraem os consumidores, mas as campanhas a exemplo da Amores, da Acipg. A última etapa será a do Dia dos Pais, onde serão sorteados mais vales-compras, que vão de R$ 200 a R$ 1mil. “A campanha fomenta bastante o comércio, pois os prêmios ficam dentro da cidade, dentro das lojas que participam”, avalia.

O presidente do Sindilojas, José Carlos Loureiro Neto, também destaca o otimismo com o segundo semestre. Além de trazer oportunidades de mais vendas aos lojistas, os consumidores, diante de benefícios como o 13° salário (pago entre novembro e dezembro), procuram acertas as contas em atraso e efetuar novas compras no comércio. “É um dinheiro que fica no comércio”, salienta.