Economia

Agropecuária produz R$ 10,35 bi na região

Valor Bruto da Produção (VBP) aponta participação de 11,5% dos Campos Gerais no total paranaense

Castro é a cidade da região que mais produz riquezas no campo e a soja é o principal produto dos Campos Gerais. Essas são informações que, mais uma vez, são confirmadas pelo Departamento de Economia Rural (Deral) da Secretaria de Estado da Agricultura e Abastecimento (Seab) através da divulgação da primeira versão do relatório detalhado a respeito do levantamento do Valor Bruto de Produção 2018 (ano-safra 17/18).

A estimativa considera o índice de frequência anual, calculado com base na produção agrícola municipal e nos preços recebidos pelos produtores paranaenses. Engloba produtos da agricultura, da pecuária, da silvicultura, do extrativismo vegetal, da olericultura, da fruticultura, de plantas aromáticas, medicinais e ornamentais, da pesca, entre outros.

A região dos Campos Gerais, composta por 23 municípios, produziu R$ 10,35 bilhões em riquezas relacionadas a este setor, um aumento nominal – sem considerar a inflação – de aproximadamente 4,6% em relação à safra anterior.

Para o economista Luiz Alberto Vantroba, do núcleo ponta-grossense do Deral, o resultado é positivo devido ao contexto econômico brasileiro. “A agropecuária se manteve estável, com ganhos nominais, enquanto o país enfrenta uma recessão e outros setores sofreram com retrações. Isso é fruto de tecnologia, condução das lavouras, aquisição de novos equipamentos, melhoramento de sementes, assistência técnica, entre outros fatores”, destaca o economista.

Vantroba também lembra que o VBP não é o único número que resume o peso do agronegócio na economia local. “O campo contribui com o PIB também refletindo-se em outros setores, já que movimenta o comércio de máquinas agrícolas e serviços de armazenagem e transporte, por exemplo”, ressalta o técnico.

Esses R$ 10,35 bilhões correspondem a 11,5% do total de faturamento bruto dos produtores paranaenses, que alcançou R$ 89,6 bilhões na mesma safra. No estado o crescimento de um ano para o outro também foi similar, próximo de 5% em valores nominais.

 

Soja segue como principal produto

Totalizando quase R$ 3 bilhões na agropecuária da região, a soja segue como a maior produtora de riquezas dos Campos Gerais. Dezessete cidades têm o grão na liderança entre todos os seus produtos – e, nos outros seis que possuem outras categorias como principais, a soja segue em segundo lugar. A única exceção é Telêmaco Borba, onde a soja figura na terceira posição, após madeiras (em tora, para papel e celulose) e equinos de raça (equitação, lazer, etc.).

 

Confira neste link o relatório completo dos dados preliminares do valor bruto da produção agropecuária paranaense