Cidades

Aos 79 anos, José é leitor exemplar na biblioteca de Ponta Grossa

Somente em 2019, ele emprestou 121 livros
(Foto: Fábio Matavelli)

Com 79 anos, José Martins já não é nenhuma criança. Mas carrega consigo a jovialidade de quem está sempre em busca de aprender mais. Com a simplicidade de quem trabalhou por vários anos como vendedor ambulante em Ponta Grossa, vendendo doces, agora ele dedica boa parte de seu tempo livre à leitura.

E não é pouca coisa. Martins é o mais assíduo leitor da biblioteca pública de Ponta Grossa, onde a reportagem do DC o encontrou. Segundo a Fundação Municipal de Cultura, ele efetuou o empréstimo de 121 livros somente em 2019, ficando à frente de muito estudante.

Martins escuta pouco, mas demonstra, com alegria, que ainda não precisa de óculos. Não tem ideia de quantos livros já leu. É uma informação quem nem está digitalizada. “Quando vim trabalhar na biblioteca, cerca de 40 anos atrás, ele já era frequentador”, recorda a servidora Iranete da Silva Falcão.

Rosângela Aparecida Rosa diz que ele já leu muito do acervo disponível. “Seu José vai pegando os livros por estante. Teve uma vez que eu não conseguia achar um livro para um leitor, ele foi e me levou até o exemplar”, diz, revelando que Martins conhece a biblioteca como poucos.

Na tarde desta quarta-feira (26), a chuva não impediu que ele fosse mais uma vez até a biblioteca. “Não podia faltar, senão tinha multa”, comentou, sobre a devolução dos livros. Mas saiu com outros três exemplares: dois de Lya Luft e um de Dyonélio Machado. Antes de ir embora, exibiu mais um livro, recentemente emprestado da biblioteca na Estação Saudade, inaugurada há poucas semanas, e que muitos ainda não sabem que existe.