Economia

Aprender brincando: dicas de atividades educativas e sobre finanças para fazer com crianças durante isolamento

Confira opções selecionadas por especialistas do Sicredi para ensinar educação financeira de maneira divertida e aumentar o repertório de brincadeiras

A pandemia do novo coronavírus e as consequentes medidas de isolamento social trazem um desafio extra para as famílias com crianças. Com a suspensão das aulas nas escolas é preciso criatividade para continuar reorganizando as agendas, além de adequar horários específicos para as atividades em família, os estudos e as brincadeiras.

Nesse período, a situação econômica também está alterando a rotina de muitas famílias brasileiras que buscam no planejamento e no corte de gastos uma alternativa. Especialistas garantem que é importante aprender a lidar com o dinheiro desde cedo. Por isso, e para ajudar as famílias que já esgotaram o repertório de atividades com as crianças, o Sicredi preparou algumas dicas de atividades de educação financeira e brincadeiras fáceis de fazer, que trazem conhecimento de maneira lúdica e divertida.

 

1 – Lições financeiras com a Turma da Mônica

Os desenhos animados são um sucesso entre a garotada, mas em tempos de isolamento social vale investir também em produções que agregam conhecimento. Dicas de educação financeira e sobre como economizar estão presentes nos desenhos animados da Turma da Mônica, feitos em parceria com o Sicredi. São três animações que trazem como tema central questões como: de onde vem o dinheiro, orçamento familiar e a recompensa de quem sabe administrar os gastos. Os desenhos animados podem ser assistidos no canal oficial do Sicredi no YouTube.

“Desenvolvemos várias iniciativas de educação financeira porque acreditamos que os conceitos aprendidos na infância ficam por toda a vida. Uma criança que sabe de onde vêm os recursos e entende as relações de consumo, a importância do planejamento e do hábito de poupar terá mais chances de evitar dívidas no futuro”, explica o presidente nacional do Sicredi e da Central Sicredi PR/SP/RJ, Manfred Dasenbrock.

 

2 - Jogos de tabuleiro

Conhecidos entre crianças de várias gerações, os jogos de tabuleiro ajudam a reunir pessoas de várias idades que moram na mesma casa. Alguns jogos, como os tradicionais Monopoly e Banco Imobiliário, estimulam a capacidade de raciocínio e negociação dos participantes. Durante a partida, as crianças também podem aprender a planejar o uso de recursos e fazer investimentos. Como a brincadeira normalmente reúne jogadores de várias idades, os jogos também podem ser uma oportunidade para as crianças aprenderem as nuances do mundo dos negócios.

 

3 - Quiz e atividades na internet

Com o objetivo de ensinar educação financeira de uma maneira leve e divertida em diferentes plataformas, o Sicredi lançou um conteúdo especial sobre educação financeira também disponível na internet. A página traz opções de quiz, livro de atividades e desenhos para pintura. Os conteúdos podem ser trabalhados envolvendo adultos e crianças e promovem uma reflexão sobre planejamento financeiro.

O projeto Tranformando.com.vc com a iniciativa “Fica em Casa” também reúne dicas e orientações de atividades para fazer com as crianças tornando a quarentena um momento de diversão e aprendizagem. “A melhor coisa que pode acontecer com uma criança é desenvolver todos os seus sentidos com música, dança, teatro, brincadeiras, jogos de montar, pinturas e desenhos.

Todas essas atividades são importantes, pois desenvolvem a coordenação visomotora. Na brincadeira, as crianças também estão desenvolvendo atenção e concentração", explicou o mestre em Educação Marcos Meier, durante uma live transmitida pelo projeto Transformando.

 

4 - Exploração em Casa

Nessa atividade é possível estimular a curiosidade das crianças. Para brincar basta provocar a formação de uma “Pergunta Exploratória”. É preciso incentivar a criança a encontrar, dentro de casa, algum tema que ela gostaria de saber as respostas. Use pontos estratégicos da casa, como a cozinha ou a sala, para estimular a descoberta.

Definida a pergunta, a criança pode partir para a “Expedição Investigativa” desbravando o ambiente que ela pretende explorar e com as questões que podem ser respondidas pelos adultos, com os conhecimentos já obtidos, ou também com ajuda das tecnologias ou outras formas de pesquisa.

A atividade pode ser concluída com a criança conversando sobre tudo que aprendeu com a exploração. A brincadeira é inspirada no Programa A União Faz a Vida, principal iniciativa de responsabilidade social do Sicredi. “Estamos num momento que pede que, se possível, fiquemos em casa. Podemos aproveitar a oportunidade para ensinar fundamentos importantes que orientarão o futuro da criança e, também, com as atividades, estreitar os laços familiares. Ficamos felizes sabendo que iniciativas do Sicredi contribuam para este fim”, afirma Juliana Denck, gerente de desenvolvimento do cooperativismo da Sicredi Campos Gerais.

 

5 - Imaginação para comprar e vender

Pais e filhos podem se divertir juntos com uma loja, um restaurante ou um supermercado fictício. Vale usar a imaginação e revezar para escolher qual participante vai comprar ou vender os produtos. Com a brincadeira é possível estimular a capacidade de raciocínio e negociação, treinar a habilidade de calcular e ainda auxiliar na reflexão sobre preço dos produtos e a compra consciente.