Política

Audiência sobre redução da tarifa termina sem consenso

George é autor de ação que pede, judicialmente, redução no preço da tarifa (Foto: Divulgação/Kauter Prado)

Realizada no final da tarde de terça-feira na Vara da Fazenda Pública, a audiência de conciliação reunindo o vereador George Luiz de Oliveira (PMN), o prefeito Marcelo Rangel e representantes da Viação Campos Gerais (VCG), terminou sem consenso. 
A determinação da juíza Jurema Carolina da Silveira Gomes atendeu a ação popular que tramita na 1ª Vara da Fazenda Pública, proposta por George, pedindo a redução da tarifa do transporte coletivo em Ponta Grossa, diante da baixa do preço do litro do óleo diesel. A audiência tentou por fim ao litígio antes mesmo da tomada de providência quanto ao pedido de liminar pleiteado. Ao menos duas ações ingressadas na 1ª Vara da Fazenda Pública cobram a diminuição da tarifa.
"A VCG está literalmente dando risada da nossa cara. Os advogados que vieram de Curitiba foram desrespeitosos e por diversas vezes entraram em contradição", aponta George. 
A VCG, por sua vez, informou, através da assessoria de comunicação, que a empresa participou da audiência com a melhor das intenções, apresentando documentos em relação ao preço do diesel. A empresa reiterou que a redução do óleo diesel fez com que o preço do insumo retornasse aos patamares de janeiro e que isso inviabilizaria qualquer redução no preço da tarifa. Mas, segundo a empresa, não houve interesse nos esclarecimentos e, portando a manifestação da empresa, a partir de agora, será apenas nos autos, já que a demanda ação continua tramitando. 

George, por sua vez, destaca que aguarda julgamento de liminar para a redução imediata da tarifa.