Geral

Banco do Brasil e Grupo Boticário buscam startups em projeto com a Liga Ventures

Gigantes em seus setores, as empresas agora querem acelerar a conexão com as inovações do mercado no programa de aceleração Liga Emerging Technologies, do qual já fazem parte a TIVIT e Cateno
(Foto: Arquivo DC)

A Liga Ventures - aceleradora especializada em gerar negócios entre startups e grandes corporações - acaba de abrir as inscrições para o terceiro ciclo de aceleração da Liga Emerging Technologies (https://liga.ventures/emerging-tech/), programa de inovação aberta que irá prospectar, selecionar e acelerar startups em conjunto com grandes empresas.

Para essa nova rodada de aceleração, a vertical contará mais uma vez com a parceria da TIVIT -  multinacional brasileira de soluções digitais com operações em dez países da América Latina - e da Cateno - uma joint venture do Banco do Brasil com a Cielo, que conecta e analisa processos, dados e pessoas. Neste ciclo a grande novidade é a chegada de novos importantes parceiros: o Banco do Brasil - uma das maiores instituições financeiras da América Latina - e o Grupo Boticário – um dos maiores grupos de beleza do mundo referência na estratégia multimarca e multicanal.

"Inovação e empreendedorismo estão no DNA do Grupo Boticário, já acompanhávamos de perto o universo e o movimento das startups, com a parceria da Liga Ventures iremos concretizar e viabilizar ainda mais projetos que estejam em sintonia com nosso negócio e este universo', conta Anatazio Porte (Nato), Diretor da Mooz, Unidade de Soluções Financeiras do Grupo Boticário - líder da parceria com a Liga Ventures.

Já para Carla Sarkis, gerente executiva na diretoria de Negócios Digitais do Banco do Brasil, "a parceria com a Liga Ventures vem para contribuir e complementar os serviços que o BB pode oferecer a seus clientes. Sabemos que serviços financeiros não são mais exclusivos de bancos, por isso, é importante estar sempre preparado para as mudanças a cada dia mais velozes".

De acordo com Rogério Tamassia, co-fundador da Liga Ventures, o programa é uma grande oportunidade para essas grandes empresas terem acesso a startups que estão desenvolvendo tecnologias com potencial para criar ou transformar o ambiente de negócios nos próximos anos.

Programa de Aceleração Liga Emerging Technologies

O processo de seleção contará com as seguintes etapas: inscrições,  entrevistas e pitches para os executivos da Liga Ventures e das quatro corporações parceiras. As startups escolhidas passarão por um processo de aceleração de 4 meses - com início em março de 2020 - em que terão contato direto com executivos do Banco do Brasil, Cateno, Grupo Boticário e TIVIT com o objetivo de explorar sinergias e oportunidades de negócios, além de todo o acompanhamento da equipe da Liga Ventures e acesso a uma extensa rede de mentores, parceiros e potenciais investidores.

Nos ciclos anteriores 10 startups foram aceleradas, entre elas a Sentimonitor - plataforma de Big Data Analytics, que gera insights estratégicos e comerciais por meio de dados de redes sociais, sites, e outras fontes de informações abertas, além de análise de riscos e fraudes - e a Swipe - startup que fornece as ferramentas para tornar soluções financeiras mais eficientes usando Blockchain e redes DLT. 

Serviço:

Liga Emerging Technologies

Inscrições até o dia 15/12 pelo site https://liga.ventures/emerging-tech/.