Paraná

Bombeiros são capacitados para uso de drones no combate a incêndios florestais

(Foto: Divulgação)

Oficiais do Corpo de Bombeiros e da Polícia Militar do Paraná que participam do Curso de Prevenção e Combate a Incêndios Florestais receberam nesta sexta-feira (3) uma instrução sobre como utilizar Aeronaves Remotamente Pilotadas (RPA), conhecidas popularmente como drones. 
A capacitação é oferecida pelas equipes da Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil, que já utilizam os equipamentos para monitorar áreas de risco de desastres. 

O tenente Marcos Vidal, da Defesa Civil, afirmou que os drones facilitam tanto o mapeamento como a prevenção e combate a incêndios em áreas florestais. Com os equipamentos é possível verificar a extensão da área queimada, a progressão do incêndio e o tamanho das chamas, além de visualizar a localização de lagos ou rios que podem ser utilizados para abastecer as bombas costais usadas para conter o fogo.
“A capacitação oferece aos oficiais o conhecimento necessário para operar esses equipamentos. Como os incêndios florestais provocam alteração da massa de ar, é preciso cuidado para não afetar a operação do drone ou para não perder o equipamento”, explicou o tenente Vidal.

O curso oferecido pelo Corpo de Bombeiros do Paraná começou em 23 de julho e deve ser concluído no início de setembro. Além de toda a parte de prevenção e combate, os oficiais tiveram treinamentos teóricos e práticos sobre viaturas, equipamentos, materiais e primeiros socorros em situações de incêndios florestais. Participam 29 bombeiros e quatro policiais militares do Paraná e um bombeiro do Estado de Goiás. 

DRONES – A Receita Federal doou para a Defesa Civil este ano 19 drones, que foram encaminhados às 15 coordenadorias regionais do órgão para ajudar no mapeamento das áreas de risco no interior do Paraná. As imagens aéreas captadas pelos equipamentos dão uma dimensão melhor das áreas monitoradas pelo órgão, que antes utilizava apenas imagens terrestres.

Divulgação