Rio 2016

Brasil disputa medalha de ouro contra Alemanha na final do futebol masculino

 

Foto: Associated Press
Técnico aposta em Neymar para conquistar o ouro inédito

 

A final será disputada nesta sábado (20), no Maracanã, é a quarta tentativa da seleção em conquistar a medalha de ouro em jogos olímpicos

Há dois anos atrás a seleção brasileira de futebol masculino, juntamente com toda a torcida, amargava a maior tragédia da história do time. A inesquecível derrota por 7 a 1 na Copa do Mundo, contra a seleção da Alemanha.

E na tarde deste sábado (20), às 17h30, no Maracanã, as duas equipes se encontram novamente para decidir a final do futebol masculino nas Olimpíadas do Rio de Janeiro. O Brasil tenta pela quarta vez obter uma medalha de ouro na modalidade. O país chegou à final masculina do futebol olímpico em três oportunidades: Los Angeles (1984), Seul (1988) e em Londres (2012). Em todas as finais o Brasil acabou levando a prata.

Em entrevista a FolhaPres, o técnico Rogério Micale afirma que aposta no astro do Barcelona para conquistar o título. "O Neymar tem ciência do que representa, não só para o Brasil, mas para o mundo como referência", declarou o treinador. "Não só na seleção, mas no futebol brasileiro, em que se cobra tanto comprometimento, o jogo sem a bola, que nos falta, e o Neymar é o maior expoente dessa geração", acrescentou.

Micale deverá manter o mesmo time que goleou Honduras nas semifinais da Rio-2016. Assim, o Brasil deverá entrar em campo no Maracanã com Weverton; Zeca, Marquinhos, Rodrigo Caio e Douglas Santos; Walace, Renato Augusto e Luan; Gabriel, Neymar e Gabriel Jesus.


Seleção feminina perde o bronze

A seleção brasileira perdeu por 2 a 1 para o Canadá nesta sexta-feira (19), no Itaquerão, e terminou o torneio feminino de futebol da Rio-2016 na quarta colocação, deixando a equipe da América do Norte com a medalha de bronze.

Em Londres-2012, as brasileiras foram eliminadas nas quartas de final e em Pequim-2008 e Atenas-2004 ficaram com a medalha de prata. Já as canadenses repetem o desempenho que tiveram há quatro anos. O Brasil perdeu para uma equipe que mostrou muito mais organização tática. Desde os primeiros minutos, ficou clara a estratégia canadense de dobrar a marcação em Marta e Cristiane, principais referências técnicas do Brasil, e avançar por meio de contra-ataques ou com base na troca de passes curtos e rasteiros, sempre com as atletas próximas.

Técnico Rogério Micali aposta em Neymar para conquistar o ouro