Esportes

Brasil joga contra a Coreia do Sul nesta terça-feira

Brasil e Coreia do Sul se enfrentam no último jogo das duas seleções em 2019. A bola rola nesta terça-feira (19), às 17h30 (10h30 de Brasília), no Mohammed Bin Zayed Stadium, nos Emirado Árabes.

Diante da oportunidade e atuar ao lado de Éder Militão no último jogo da seleção brasileira em 2019, contra a Coreia do Sul, em Abu Dhabi, o zagueiro Marquinhos foi só elogios ao companheiro de posição. O jogador conversou com a imprensa após o treinamento da equipe.

“ Já tivemos um jogo contra o Peru, a gente vem se conhecendo cada vez mais, é um grande menino, um grande jogador, com qualidade enorme e um futuro brilhante na Seleção. Espero que a gente possa pegar mais conhecimento um do outro”, disse o jogador do Paris Saint Germain.

No clássico contra a Argentina, Marquinhos ficou no banco de reservas, enquanto Éder Militão foi titular ao lado de Thiago Silva. Para ele, esse é exatamente o momento de aumentar a concorrência pela titularidade na Seleção Brasileira.

“É um momento de teste, rodagem, para colocar essa concorrência na seleção no ataque, no meio e na defesa. É um jogador de qualidade grande”, comentou.

Há mais de seis anos no Paris Saint Germain, Marquinhos sido usado testado em outra posição em seu clube nesta temporada. Por conta de sua qualidade no passe e no desarme, por diversas vezes ele é escalado como meia defensivo. Na seleção brasileira, ele costuma atuar como zagueiro.

“Creio que nessa posição a gente é muito bem servido, principalmente na cabeça de área, com Casemiro, Fabinho e outros jogadores. Em tudo na minha vida eu procuro achar um benefício, e nesse momento tento crescer na minha carreira. Espero trazer algum benefício para a minha função aqui na seleção como zagueiro”, explicou.