Geral

BRDE e Fiep vão ampliar crédito para empresas inovadoras

O Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) e o Sistema Fiep (Federação das Indústrias do Estado do Paraná), por meio do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai Paraná), vão trabalhar juntos para ampliar o financiamento a empresas inovadoras. O acordo de cooperação técnica entre as instituições foi assinado nesta segunda-feira (12).

Em parceria com os Institutos Senai de Inovação, o BRDE fomentará projetos do setor, especialmente por meio da linha de financiamento Inovacred. O acordo foi assinado pelo diretor-presidente do Banco, Orlando Pessuti, o diretor de Operações João Luiz Regiani, o presidente da Fiep, Edson Campagnolo, e o diretor do Departamento Regional do Senai Paraná, José Antonio Fares.

“Com essa parceria e a estrutura física do Senai poderemos atender todos os municípios do Paraná, consolidando a marca do BRDE como maior repassador de linhas para inovação no país, e ampliando o acesso ao crédito de micro, pequenos e médios empreendedores”, disse Pessuti.

Ele mostrou números do BRDE em relação a investimentos na indústria e em inovação. Nos últimos cinco anos, as contratações do Banco no setor industrial paranaense chegaram a R$ 1,1 bilhão. No setor de inovação, as operações no mesmo período somaram R$ 106 milhões.

Campagnolo disse que a parceria representa a força do empreendedorismo no Paraná. De acordo com ele, o novo acordo reforça as ações conjuntas já desenvolvidas pela Fiep, Senai, BRDE e Finep.

“Essa parceria sinaliza que buscamos políticas para o desenvolvimento social, econômico e tecnológico do Paraná e nos demais estados do Sul do país”, disse o diretor do BRDE João Regiani, que destacou a importância da Finep nos investimentos do BRDE em empresas e projetos inovadores.

Acordo

Pelo acordo, serão desenvolvidas ações conjuntas para viabilizar o apoio creditício a empresas inovadoras, por meio da avaliação do mérito tecnológico e de inovação de projetos apresentados e demais requisitos de enquadramento para as linhas de financiamento disponíveis.

O acordo de cooperação técnica foi assinado na segunda-feira (12)