Cidades

‘Cadeados do amor’ somem de passarela em PG

(Foto: Fábio Matavelli)

Dezenas de cadeados que haviam sido fixados nas laterais da passarela do Parque Ambiental de Ponta Grossa, conforme mostrado em reportagem do DC no final do ano passado, foram misteriosamente retirados do local. Os cadeados continham as iniciais de casais apaixonados, que prenderam nas grades os chamados “cadeados do amor”.

O título faz referência à prática comum em uma ponte de Paris, na França, onde milhares de cadeados deixados por visitantes chegaram a criar um novo ponto turístico. Em Ponta Grossa, ninguém sabe quem retirou os cadeados, possivelmente arrancados pela ação de vândalos, já que em alguns pontos a grade está arrebentada.

O DC entrou em contato com a Prefeitura de Ponta Grossa, que no ano passado declarou não ter conhecimento dos cadeados. Via assessoria de imprensa, a Secretaria Municipal de Serviços Públicos negou que tenha feito a retirada dos objetos.

Diante do questionamento sobre uma possível reforma das passarelas do Parque serem motivo para a retirada, a Fumtur e o Departamento de Patrimônio também informaram que não há projeto sequer para pintura das passarelas, e que tampouco procederam à remoção dos cadeados.