Agribusiness

CAPAL completa 59 anos de história

Fundada em 1960 por 21 produtores rurais holandeses, cooperativa se aproxima das seis décadas de existência com respeito à tradição e alto investimento
Foto aérea da unidade da CAPAL em Arapoti (PR). (Foto: Comunicação CAPAL)

No dia 19 de setembro de 1960, das mãos de 21 produtores rurais holandeses surge a CAPAL, no município de Arapoti (PR). Atualmente a cooperativa tem mais de 3 mil associados, distribuídos em 14 unidades de negócios, nos Estados do Paraná e São Paulo.

A cooperativa atua nos segmentos de grãos, leite, café e carne suína. A cadeia agrícola responde por cerca de 70% das operações, produzindo mais de 640 mil toneladas de grãos por ano, com destaque para soja, milho e trigo. Além disso, o segmento corresponde a uma área que ultrapassa 140 mil hectares nos dois Estados.

Já em relação ao leite, o volume negociado mensalmente pela CAPAL é de 9 milhões de litros, proveniente de 360 produtores. O setor, por sinal, apresenta os melhores criadores e expositores da raça Holandesa do Brasil, com alta qualidade genética, rica alimentação e excelência no manejo.

O crescimento também é demonstrado na suinocultura. A cooperativa obteve crescimento de 13% na comercialização do produto, em 2018, em relação ao ano anterior, chegando a 27.489 toneladas de suínos vivos.

O recente investimento na aquisição de uma cafeeira em Pinhalão (PR) também comprova o crescimento da Cooperativa, que passa agora a atender a seus cooperados em toda a cadeia produtiva do café, inclusive na comercialização.

Para a comercialização dos três segmentos junto à Frísia e Castrolanda, a cooperativa de Arapoti trabalha via intercooperação, com a Unium. Pelo sistema, são beneficiados – além de fornecimento para grandes players – a carne suína Alegra; o trigo Herança Holandesa e Precisa; e o leite Herança Holandesa, Colaso e Naturalle.

Ainda sob a marca CAPAL estão a produção de ração para cães, aves, suínos e bovinos, de suplementos minerais para bovinos e de sementes de soja e trigo.

Com faturamento bruto elevado em 18% (R$ 1,4 bilhão) e investimento com um acréscimo de quase 300% (R$ 61 milhões), ambos em 2018, a CAPAL se consolida como uma das mais importantes cooperativas do Brasil.