Política

Chapa do PMB deve ter 60% de mulheres

O Partido da Mulher Brasileira (PMB) deve compor chapa nas eleições proporcionais com 60% de nomes femininos em Ponta Grossa. A informação foi repassada pelo diretório municipal, que tem à frente o pré-candidato à Prefeitura de Ponta Grossa, o atual vereador Julio Küller.

"Conseguimos uma inversão dos papéis, porque somos o partido da mulher. Com certeza vamos eleger vereadoras em Ponta Grossa", disse à sua assessoria de imprensa.

Pela legislação eleitoral, os partidos devem ter no mínimo 30% de candidatos do sexo oposto à maioria, ou seja, se lançar 70% de candidatos homens, deve obrigatoriamente completar a cota com 30% de mulheres.

A convenção do partido está agendada para o dia 23 de julho, às 9h, na Câmara Municipal de Ponta Grossa. Até ontem, já tinham confirmado apoio ao nome de Küller os seguintes partidos: PEN, PHS, PRTB, PDT, PSDC e o próprio PMB. A intenção é aumentar o tempo de tevê e rádio, já que neste ano, a campanha será mais curta, e obter mais força política. Na próxima semana, antes da convenção, novas coligações poderão ser confirmadas.