Política

Comércio de Ponta Grossa voltará a funcionar com horário escalonado

Mudanças atingem também shopping centers e galerias
(Foto: Arquivo DC)

Por meio do decreto 17.576, publicado em Diário Oficial do Município nesta sexta-feira (31), a Prefeitura de Ponta Grossa decidiu alterar atividades sujeitas à aglomeração de pessoas no município.

Entre as medidas, a partir de segunda-feira (3), o comércio de rua voltará a atender com horário escalonado, de segunda-feira a sábado. Assim, a partir de segunda-feira o funcionamento do comércio de rua será das 10 às 16 horas para lojas de vestuário, artigos pessoais e demais atividades não especificadas; e das 12 às 18 horas para as lojas de eletrônicos e utilidades domésticas.  

Ficam mantidas todas as normas referentes a higienização, distanciamento e controle de segurança em saúde preconizados no enfrentamento à pandemia de covid-19.

A partir de segunda-feira, o horário de funcionamento de shopping center e galerias comerciais será das 12 às 20 horas, permanecendo fechados os cinemas e áreas de recreação para crianças e adolescentes, mantidas todas as normas referentes a higienização, distanciamento e controle de segurança em saúde preconizados no enfrentamento à pandemia. Ficam prorrogados os efeitos dos decretos que tratam das demais medidas excepcionais de enfrentamento e prevenção à pandemia de covid-19 pelo prazo de 7 dias a contar do dia 3.

O decreto também determina mudanças no funcionamento de bares e lanchonetes a partir do dia 7 de agosto

Pedido 

Desde segunda-feira (27) até este sábado (1°) decreto municipal autorizava o funcionamento do comércio de rua durante dois dias da semana, conforme segmento. A medida, anunciada pelo prefeito Marcelo Rangel na semana anterior, seria por conta do avanço do novo coronavírus no município, devido ao auento no número de casos positivos e alta taxa de ocupação dos leitos hospitalares. A medida, conforme o prefeito, serviria para diminuir a aglomeração no transporte público. 

No entanto, o escalonamento por horário era um pedido dos empresários. O secretário de Indústria, Comércio e Qualificação Profissional (SMICQP), José Loureiro, informou ao DC na quarta-feira (29) que  protocolaria ofício ao comitê que gerencia as decisões relacionadas ao enfrentamento solicitando que a partir da próxima semana as lojas pudessem funcionar diariamente, com horário segmentado. Isso, conforme o secretário, diminuiria as perdas econômicas.