Economia

Cooperativas de crédito valorizam os objetivos dos associados e transformam realidades

No calendário das cooperativas de crédito, outubro tem uma data especial. Na terceira quinta-feira do mês é celebrado o Dia Internacional do Cooperativismo de Crédito. “Os sonhos prosperam aqui” é o tema anunciado pelo Conselho Mundial das Cooperativas de Crédito (World Council of Credit Unions – Woccu, na sigla em inglês) para marcar a comemoração neste ano, que será no dia 19. O objetivo é destacar a contribuição das cooperativas de crédito para tornar realidade os sonhos pessoais e profissionais dos associados e que valorizar propósitos faz parte da essência das cooperativas de crédito.

A abrangência internacional das cooperativas de crédito é evidenciada pelo Woccu. Em 2016, a entidade internacional representativa registrou 235 milhões de associados, 68 mil cooperativas de crédito, localizadas em 109 países de seis continentes. A taxa de penetração do segmento - que é calculada dividindo o número total de membros de cooperativas de crédito pela população em idade economicamente ativa - é de 74,47% na Irlanda, 52,61% nos Estados Unidos, 46,71% no Canadá, 19,65% na Austrália e 3,42% no Brasil.

Embora pequena, quando comparada a outros países, a participação das cooperativas de crédito no Sistema Financeiro Nacional (SFN) tem registrado crescimento constante. Segundo o Panorama do Sistema Nacional de Crédito Cooperativo 2016, divulgado pelo Banco Central recentemente, o segmento passa por um processo de consolidação. Em dezembro de 2016, registrou 8,9 milhões de associados, 5,3 milhões a mais do que o número de 2007. As 1.017 cooperativas em atividade, no final do ano passado, estavam presentes em cerca de metade das cidades brasileiras, com 4.679 agências.

O documento do Banco Central também aponta que o percentual de participação das cooperativas de crédito aumentou em relação ao Sistema Financeiro Nacional (SFN). Em ativos totais, os R$ 154,1 bilhões corresponderam a 1,87% do SFN, os R$ 83,6 bilhões da carteira de crédito equivalem a 2,41% e nos depósitos o percentual é de 4,26% com R$ 90,9 bilhões.

Inserido nesse contexto, o Sicredi - instituição financeira com mais de 3,6 milhões de associados em 21 estados brasileiros, tem contribuído para o crescimento sólido e sustentável do cooperativismo de crédito. As raízes do Sicredi estão no surgimento do cooperativismo de crédito no Brasil, em 1902, como uma forma de organização coletiva de pequenos agricultores no Sul do país. Pioneiro e referência nacional e internacional pela organização em Sistema, com padrão operacional e utilização de marca única, o Sicredi conta, atualmente, com 116 cooperativas de crédito filiadas, presentes em 1.185 cidades. Em 197 municípios é a única instituição financeira.

De acordo com Demonstrações Financeiras Combinadas do primeiro semestre de 2017, o resultado líquido do Sicredi cresceu 36,4%, quando comparado ao mesmo período do ano anterior, totalizando R$ 1,2 bilhão. Os ativos atingiram R$ 72,8 bilhões, crescimento de 17,2% no comparativo com o primeiro semestre de 2016. Já o patrimônio líquido do Sicredi mostrou expansão de 19,3%, atingindo R$ 11,8 bilhões.

Na captação, o Sicredi obteve um crescimento de 18,0% em depósitos totais. No mesmo período, a poupança, um dos focos da instituição financeira cooperativa, teve um aumento de 32,9%, atingindo R$ 7,8 bilhões. No primeiro semestre de 2017, a carteira de crédito do Sicredi registrou R$ 37,0 bilhões, um incremento de 16,8% em relação ao mesmo período de 2016. Deste montante, 67% está em cidades de pequeno porte (até 50 mil habitantes) e 51% do crédito comercial para pessoa jurídica foi concedido para micro e pequenas empresas (faturamento de até R$ 3,6 milhões anuais), evidenciando o suporte que a instituição financeira cooperativa proporciona a este segmento.

A carteira de crédito rural e direcionados fechou em R$ 15,9 bilhões, com crescimento de 22,8% em comparação ao mesmo período de 2016. No Plano Safra 2016/2017, foram liberados R$ 12,4 bilhões, 41% mais do que na safra anterior que foi R$ 8,8 bilhões, totalizando 175 mil operações e 104 mil associados atendidos e abrangendo mais de 1.500 municípios brasileiros.

Mesmo com o crescimento da carteira de crédito, o índice de inadimplência do Sicredi manteve-se baixo, com 2,08.

 

Expansão nacional

Na região Sul/Sudeste, além de ampliar a presença em Santa Catarina, a instituição financeira cooperativa chegará a Minas Gerais neste ano.

No Paraná, São Paulo e Rio de Janeiro a expansão do Sicredi também se destaca. Em 2017 serão abertas aproximadamente 30 novas agências em cidades como Campinas, Ribeirão Preto, Santos, São Paulo, Rio de Janeiro, Curitiba, Volta Redonda e Resende, entre outras.

Na região Centro Norte, que abrange os estados de Mato Grosso, Rondônia, Pará e Acre, foram inauguradas duas agências no Acre, em Acrelândia (maio) e Rio Branco (junho), marcando a expansão do Sicredi para 21 estados brasileiros. Também está prevista a abertura de quatro agências no Mato Grosso neste segundo semestre.

Na região Central, o foco é a expansão para o estado de Goiás e chegada a Brasília em 2018.

Na região Norte Nordeste, o Sicredi está presente em 53 cidades, de 10 estados, abrangendo uma área de atuação de 955 municípios.

Dia do cooperativismo é lembrado pelas cooperativas

Foto: Arquivo