Economia

Dez países ficam com 44% do que Ponta Grossa exporta

No primeiro quadrimestre, indústrias exportaram US$ 182,86 milhões em mercadorias diversas. Paraguai foi o principal comprador
Soja está entre os principais produtos exportados pelo Paraná (Foto: Divulgação)

No primeiro quadrimestre deste ano, as indústrias de Ponta Grossa exportaram US$ 182,86 milhões em produtos diversos. Do total, US$ 81,2 milhões foram para dez países que integram a Associação Latino Americana de Integração (Aladi). O Paraguai foi o principal país comprador das mercadorias despachadas pelos exportadores do município, movimentando US$ 27,03 milhões (14,79% do total). Os dados são do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (Mdic).

Depois do Aladi, aparecem a Ásia (exceção do Oriente Médio) com compras superiores a US$ 66,27 milhões, a União Europeia (UE) com volume de US$ 14,30 milhões e a África, representando US$ 10,71 milhões. Nas sequência, os países sem agrupamento específico e demais blocos com US$ 10,50 milhões. 

A China (pertencente ao grupo Ásia) ficou em segundo lugar no ranking dos países que mais fizeram negócios com os exportadores locais (neste ano). Foram exportados para os chineses o equivalente a US$ 18,43 milhões (10,08% do todo). A Coreia do Norte (do mesmo bloco econômico da China) apareceu logo em seguida, com US$ 17,20 milhões.

Os produtos exportados são os mais diversos, passando pelo agronegócio a máquinas e equipamentos industriais. No topo da lista, neste primeiro quadrimestre, está o papel (cartão, pasta de celulose e mantas de fibras de celulose), com US$ 38,67 milhões (21,15% de todo volume exportado).  

Importação

As importações no acumulado (janeiro a abril) corresponderam a US$ 136,89 milhões e foram basicamente para União Europeia. A UE ficou com US$ 45,83 milhões (33,48% de todo volume importado). Da Ásia vieram mercadorias diversas correspondendo a US$ 38,28 milhões, da Aladi cerca de US$ 30,13 milhões, da África o equivalente a US$ 5,30 milhões e dos demais países (não agrupados em blocos econômicos) US$ 5,46 milhões.

Março

Só em março, as exportações representaram US$ 44,45 milhões, enquanto as importações equivaleram a US$ 36,25 milhões. O saldo da balança comercial ficou em US$ 8,20 milhões.

Paraná diversifica mercados

No primeiro quadrimestre de 2018, o Paraná ampliou a diversificação de mercados e exportou mercadorias para 189 países diferentes, número que supera os 183 registrados no mesmo período do ano passado. As exportações tornaram-se menos concentradas em grandes países compradores.

Os três maiores destinos das mercadorias paranaenses, China, Argentina e Estados Unidos, responderam por 44,3% do valor total em dólares das exportações do Estado nos primeiros quatro meses, abaixo da participação de 46,4% observada no primeiro quadrimestre de 2017.

“É possível verificar significativo aumento das exportações para alguns países, destacando-se os casos da Holanda, Itália, Espanha e Bangladesh, todos com crescimento superior a 70% no primeiro quadrimestre deste ano”, comenta o diretor-presidente do Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico Social (Ipardes), Julio Suzuki Júnior. O número total de itens diferentes exportados pelo estado aumentou de 2.449 para 2.497.

Entre os principais mercados, a Espanha foi o país que mais aumentou as importações de produtos paranaenses. Nos quatro primeiros meses de 2018, as vendas do estado para a Espanha somaram US$ 82,5 milhões, o que representou crescimento de 147,7% em relação aos US$ 33,3 milhões contabilizados em igual período do ano passado.

A segunda maior variação foi registrada por Bangladesh, que aumentou em 108,6% o valor das importações de bens produzidos no Paraná, passando de US$ 35 milhões para US$ 75,1 milhões.

Produtos

Os produtos paranaenses que lideram as exportações são soja em grão (24,5%), carne de frango in natura (12,5%), farelo de soja (7,4%) e automóveis (4%).