Saúde

Dia D contra sarampo acontece neste sábado (15)

Serão cinco locais aplicando a vacina para o público-alvo, das 12h às 17h
(Foto: Fabio Matavelli)

A Prefeitura Municipal de Ponta Grossa, através da Fundação de Saúde (FMS), realizará neste sábado (15) o Dia D da vacinação contra o Sarampo. A ação acontecerá das 12h às 17h em quatro Unidades Básicas de Saúde (UBS) e no Terminal Central através do Ônibus da Vacina.

“O vírus do sarampo é altamente transmissível e somente medidas de prevenção relacionadas a doenças respiratórias, tais como a higienização das mãos e manter o ambiente ventilado, não bastam. A vacina acaba sendo a principal forma de prevenção contra o sarampo”, destaca a coordenadora de vigilância epidemiológica, Caroliny Stocco.

A campanha nacional preconiza que nesta primeira etapa seja vacinado o público de cinco a 19 anos, entretanto, analisando os casos de sarampo no Paraná, a faixa etária de 20 a 29 anos é a mais acometida pela doença e, como forma de quebrar a transmissão do vírus, o Estado do Paraná adotou uma campanha contemplando as pessoas de cinco até 59 anos, durante este período.

“Iremos vacinar todos os grupos já nessa fase, diferente da campanha nacional. É importante destacar que vacinaremos, indiscriminadamente, as pessoas de 20 a 29 anos. Mesmo já vacinadas com duas doses da SCR, para esse grupo, revacinaremos se for o caso. Todas pessoas de 20 a 29 ano precisa procurar uma sala de vacina, porque para estes terá essa dose extra da vacina”, explica o enfermeiro do setor de imunização, Thiago Bueno.

Para as demais idades, de cinco a 19 anos e dos 30 aos 59, a vacinação é seletiva. “É necessário levar o comprovante vacinal para verificação do esquema, pela unidade de saúde, pois somente será imunizada a pessoa que nunca recebeu a dose ou que esteja com o esquema vacinal incompleto”, completa Thiago.

As Unidade de Saúde que estarão vacinando contra sarampo, no Dia D, são: Luis Conrado Mansani, Cyro de Lima Garcia, Romulo Pazzinato, Lubomir Urban e um ponto no Terminal Central, através do Ônibus da Vacina. Além da vacinação contra Sarampo, as equipes também estarão imunizando contra a Febre Amarela.

Doença

O sarampo é uma doença infecciosa, transmitida por vírus e que pode ser contraída por pessoas de qualquer idade. As complicações decorrentes do sarampo são mais graves em crianças menores de cinco anos e podem causar meningite, encefalite, pneumonia, entre outras. O vírus é transmitido pela respiração, fala, tosse e espirro. As micropartículas virais ficam suspensas no ar, por isso o alto poder de contágio da doença.

Sintomas

Os sintomas mais comuns são febre alta, tosse, coriza, conjuntivite, exantema (manchas avermelhadas na pele que aparecem primeiro no rosto e atrás da orelha e depois se espalham pelo corpo), outros sintomas como cefaleia, indisposição e diarreia também podem ocorrer.

Como não existe tratamento específico para o sarampo, é importante ficar atento com o aparecimento dos sintomas. Os doentes ficam em isolamento domiciliar ou hospitalar por um período de sete dias a partir do aparecimento das manchas vermelhas no corpo.

Vacinação

A vacina contra o sarampo é gratuita e faz parte do Calendário Nacional de Vacinação. A FMS orienta para que a população fique atenta às datas da carteira de vacinação e aos registros de doses.

A dose zero deve ser aplicada em crianças entre seis e onze meses. A primeira dose deve ser aos 12 meses de vida com a vacina tríplice viral (que previne sarampo, caxumba e rubéola), e a segunda dose aos 15 meses de vida com a vacina tetra viral (que previne sarampo, rubéola, caxumba e varicela/catapora).

A população com até 29 anos deve receber duas doses da vacina. E para as pessoas que estão no grupo com idade entre 30 e 49 anos basta ter o registro de uma dose.

Mulheres que estão amamentando podem ser vacinadas. E aquelas que desejam engravidar, devem aguardar no mínimo 30 dias após receber a dose da vacina. Todos os profissionais da área da saúde devem ser vacinados com as duas doses da tríplice viral em qualquer faixa etária.

Não tem indicação para tomar a vacina pessoas com a imunidade baixa, mulheres grávidas e menores de seis meses de idade e pacientes que tomam medicações imunossupressoras.

Onde encontrar a vacina

Hoje, o município conta com 21 salas de vacina, localizadas em Unidades Básicas de Saúde (UBS), que realizam a aplicação da vacina de segunda a sexta-feira, das 9h às 11h, das 13h às 16h, de acordo com a rotina de cada Unidade. Quem não tem certeza de que tomou a vacina pode verificar se há registro na carteira vacinal ou procurar a UBS, com sala de vacina, mais próxima de casa. “É muito importante que as pessoas que tiverem a carteira de vacina se apresente na UBS com ela, pois agilizará o atendimento e o processo de atualização e aplicação”, ressalta o secretário adjunto de Saúde, Rodrigo Manjabosco.