Variedades

‘Diálogos Culturais’ figura entre as melhores práticas do Estado

(Foto: Divulgação)

A princípio a proposta pode parecer simples. Mas ela está fazendo toda a diferença no cenário local das artes. Prova disso é o mais novo reconhecimento do projeto Diálogos Culturais, desenvolvido pelo produtor cultural, artista e jornalista Zek Ramos. O projeto figura entre os cinco finalistas do Prêmio ODS 2018, que reconhece as melhores práticas desenvolvidas no Estado para atingir os Objetivos de Desenvolvimento Sustentáveis.

“A ‘Diálogos’ estabelece relacionamentos e parcerias entre artistas dos Campos Gerais, reunindo pessoas com o propósito comum de valorizar o trabalho artístico local”, explica Ramos. Aproximar os artistas e criar uma verdadeira Rede voltada às artes. Além de valorizar os agentes culturais locais, a proposta aproxima as ações também com o público, mostrando o que há de melhor em cena. Para isso uma plataforma digital foi criada e é alimentada frequentemente não só com as ações realizadas, mas criando um canal de comunicação no ramo das artes, despertando a curiosidade e informando sobre as diversas possibilidades da Arte. O produtor acrescenta ainda que todos os artistas reunidos por meio do ‘Diálogos Culturais’ atuam em prol da proposta como voluntários.

Para seu idealizador, estar entre os finalistas do prêmio em todo o Estado “é um grande reconhecimento”. “Estabelecer um diálogo entre pessoas e criar possibilidades de transformação social a partir da democratização do acesso à arte e cultura sempre foi o compromisso de minha iniciativa”, exulta.

O Prêmio ODS 2018 contou com 361 práticas inscritas em diversas categorias: indústria, Poder Público, instituições de ensino, organizações da sociedade civil e empresas. Cada uma delas, com suas ramificações, conta com cinco práticas finalistas. O vencedor de cada uma será conhecido durante cerimônia a ser realizada no dia 30 de outubro em Curitiba.

Ramos tenta explicar o porquê de sua proposta ter se destacado entre tantas boas práticas executadas no Paraná. “Compartilhar, observar, instruir e informar tornam a ‘Diálogos Culturais’ uma ferramenta fluída e dinâmica, que é fundamental para nossa realidade digital”, esclarece.

Finalistas

Outras práticas da região também concorrem a grande final do Prêmio ODS, cada uma em sua respectiva categoria. A Hubner, a Copel Geração, a Câmara Municipal de Palmeira, o Instituto GRPCOM, a Escola Municipal do Tronco, e a Expresso Princesa dos Campos, aguardam o resultado. Além das finalistas, há diversas entidades e empresas dos Campos Gerais que irão receber no dia 30 o Selo ODS por suas ações em prol do Desenvolvimento Sustentável.