Cidades

Doulas: conheça o trabalho das companheiras de parto

Doulas são mulheres que têm o papel de oferecer conforto, encorajamento e tranquilidade para gestantes durante o parto. Conheça a importância deste trabalho.
Doula Ivonilce Castanho auxilia a gestante Sthefany Kizlek, 24 anos, grávida de um menino (Foto: Fábio Matavelli)

As mulheres que exercem a profissão de doulas auxiliam, orientam e assistem as grávidas durante todo o período de gestação, partos e cuidados com os bebês. A palavra vem do grego e significa 'aquela que serve'. Refere-se às mulheres que têm o papel de oferecer conforto, encorajamento, tranquilidade, suporte emocional, físico e informativo durante um período de intensas transformações que as gestantes estão vivenciando naquele momento.

O papel das doulas é tão importante que a Câmara de Ponta Grossa aprovou, em 2015, a lei municipal 12.166/2015 onde prevê que as maternidades do município são obrigadas a permitir a presença de doulas durante todo o período de trabalho de parto, parto e pós-parto imediato, sempre que solicitadas pelas gestantes.

Além do apoio, o trabalho das profissionais pode trazer resultados positivos para a saúde das mães, como a redução da intervenções e complicações obstétricas, facilitando ainda o vínculo entre mãe e filho no pós-parto.

Ivonilce Castanho tem 40 anos e exerce a profissão de doula voluntária, em Ponta Grossa, desde 2017. Desde então, a profissional já atendeu 24 gestantes pelo Sistema Único de Saúde. "A doula vem desde a época da parteira. Ela não atua com a parte técnica, pois não interfere no trabalho do médico e das enfermeiras, mas exerce um importante papel na parte psicológica, principalmente, durante o parto", explica.

Para a profissional, a doula desempenha um importante papel na questão emocional da gestante. "Não somente com a gestante, mas também com os seus familiares que também aguardam ansiosos pela chegada do bebê. Para as mães, que estão na primeira gravidez, é tudo novidade e por isso a importância do apoio. Já para aquelas que já tiveram filhos, é importante o acompanhamento para ajudá-la a trabalhar algum medo ou trauma que já tenha vivido", comenta Ivonilce.

Curso

O Hospital Universitário Regional dos Campos Gerais da Universidade Estadual de Ponta Grossa oferta anualmente o curso de formação em doulas. A atividade é gratuita e aberta à comunidade para mulheres acima dos 18 anos.

"O curso é voltado para a formação de cerca de 100 doulas e acontece graças a uma parceria com o Ministério Público Federal (MPF) e a Justiça Federal. Após formadas, as mulheres atuam como uma mão amiga na hora do parto, auxiliando no processo da humanização", explica Everson Krum, diretor do HU e vice-reitor da UEPG.

 

Vantagens do acompanhamento das doulas

- Maior segurança da mãe durante o trabalho de parto;

- Redução de riscos de depressão pós-parto;

- Aumento da autoestima da mulher;

- Possibilidade de diminuir a duração do trabalho de parto;

- Maior controle emocional da gestante;

- Maior índice de sucesso de amamentação;

- Menor tempo de internação;

- Apoio e auxílio durante o momento do parto, repassando informações relevantes;

- Menor taxa de cesáreas;

- Menor índice de pedidos de anestesia, durante o trabalho de parto.

Fonte: www.eunenem.com

 

Imagens: Fábio Matavelli