Cidades

Duas mil cartinhas são atendidas em campanha de Natal em PG

A expectativa e o brilho nos olhos descreveram as crianças que estudam na escola municipal Égdar Zanoni, no bairro Gralha Azul, em Ponta Grossa. A manhã de quarta-feira (13) ficou marcada por uma visita especial na escola: o Papai Noel. O 'bom velhinho' chegou em cima do caminhão do Corpo de Bombeiros e foi recebido com aplausos e cantos natalinos pelos alunos.

A visita tão aguardada integrou a campanha Papai Noel dos Correios, que acontece em parceria com a Secretaria Municipal de Educação, e tem o objetivo de beneficiar crianças que se encontram em situações de vulnerabilidade social.

Ao todo, cinco escolas da cidade foram escolhidas de acordo com os bairros onde existem maior vulnerabilidade. Nas instituições, as crianças escreveram cartinhas com pedidos de presentes.

"A Prefeitura escolheu os locais onde há maior índice de pobreza e então nós distribuímos um formulário para que as crianças colocassem aquilo que elas gostariam de ganhar. Todas as cartas foram encaminhadas aos Correios e disponibilizadas para a população", disse Mauro Grabicoski, gerente da agência central dos Correios.

Entre os pedidos, de acordo com Grabicoski, estavam carrinhos, bolas, bonecas, bicicleta, bichos de pelúcia e, até mesmo, cestas básicas. "Além de proporcionarmos a realização do sonho destas crianças, também é uma forma de incentivarmos a escrita", destacou.

Para a secretária de Educação, Esméria Saveli, a parceria com os Correios contribuiu para que as crianças levem para a vida toda o significado do que é o Natal. "Na escola Égdar Zanoni temos mais de 1200 crianças com uma classe social bem carente. Hoje foi um dia muito especial para que elas levem este momento para o resto da vida", comentou.

Campanha

Como resultado da iniciativa dos próprios colaboradores, a campanha se consolidou, ao longo dos últimos 28 anos, como uma das maiores campanhas natalinas de todo o Brasil. A campanha contempla, além das escolas parceiras, as crianças da sociedade como um todo.

As cartas enviadas pelas crianças são lidas e selecionadas. Em seguida, são disponibilizadas na casa do Papai Noel ou em outras unidades da empresa. As cartas do Papai Noel dos Correios ficam disponíveis nos locais indicados pela empresa para pessoas que quiserem ajudar.

Crianças da escola Égdar Zanoni receberam a visita do Papai Noel na manhã de quarta. (Foto: José Aldinan)

 

PUBLICIDADE