Política

Eleito presidente da Câmara, Milla defende modernização

Logo após ser eleito, Daniel Milla (PV), destacou que administração será feita de independência do Poder Executivo, mas de forma harmônica
Nova Mesa Executiva toma posse solenidade que acontece em 1º de janeiro (Foto: José Aldinan)

Em sessão especial que aconteceu na tarde desta quinta-feira (13),o vereador Daniel Milla (PV) foi eleito presidente da Mesa Executiva da Câmara pelos próximos dois anos. Milla disputou a presidência contra o vereador Ricardo Zampieri (SD). O vereador George de Oliveira (PMN) também havia se candidatado ao cargo, mas na hora da eleição acabou declinando. Ele afirmou que já havia definido seu voto, mas que preferiu se candidatar para não "sofrer pressão para votar em um ou em outro candidato", afirmou, antes de votar em Daniel Milla. Por fim, Milla foi eleito com 16 votos contra sete de Zampieri. Ele atribui a votação à afinidade e posicionamento político na Casa. "Mas isso não significa que há inimizade com o concorrente. Acabou o pleito, vamos conversar e o trabalho vai continuar", aponta. 
Também com 16 votos contra sete foram eleitos o atual presidente do Legislativo, vereador Sebastião Mainardes Junior (DEM) vice-presidente; Florenal Silva (Podemos) para primeiro-secretário; Jorge da Farmácia (PDT) para segundo secretário e Dr. Zeca (PPS) para terceiro-secretário. Todos os eleitos fazem parte do grupo que apoiava Milla à presidência. 
Na prática, a eleição não traz muita alteração em relação aos nomes que compõem à presidência da Câmara. A mudança está nos cargos ocupados: apenas Professora Rose (PSB), atualmente no cargo de terceira secretária, deixa a Mesa. Florenal - atualmente na segunda-secretaria - passa para a primeira secretaria; Jorge da Farmácia, atualmente primeiro-secretário, vai para a segunda-secretaria. O vice-presidente da Mesa, Dr. Zeca, por sua vez, passará a ser terceiro-secretário e Mainardes vai para a vice-presidência. Apesar de quatro vereadores permanecerem na Mesa, Milla destaca que haverá outro estilo de trabalho. "Quando troca o cargo, os trabalhos e funções são diferentes, então há novas ideias e pensamentos. Por isso acredito que houve renovação", avalia. 
Logo após ser eleito, o vereador falou sobre a forma como deve conduzir a Câmara. "O objetivo é dar mais auxílio ao trabalho fiscalizador do parlamentar. Teremos administração de independência do Poder Executivo, mas de forma harmônica, para que a população não tenha nenhum prejuízo, para que possamos ajudar a administração municipal a atender ainda mais cidade", ressalta Milla, que integra a base do governo Marcelo Rangel (PSDB) na Câmara.  
Milla destaca que um dos focos do seu trabalho será a modernização da Casa. "Hoje temos gasto com papéis muito alto. Nós podemos colocar computadores de bancada, completa. 
A solenidade de posse da nova Mesa Executiva está marcada para dia 1º de janeiro de 2019, às 20 horas, na Câmara. 


Balanço 
Prestes a deixar a presidência da Casa, Mainardes avalia como positivos os dois anos que ficou à frente da Mesa. "Fizemos diversas obras na Câmara. O prédio é muito antigo e não tinha acessibilidade e nem prevenção de incêndio, obras que executamos. Nos últimos dois anos devolvemos mais de R$ 10 milhões ao Poder Executivo, valor este que poderia ser investido na construção de um anexo, mas que diante da dificuldade financeira da Prefeitura preferimos retornar os cofres públicos", frisa. 
Sobre a eleição de Daniel Milla, o presidente aponta que praticamente o mesmo grupo que o elegeu presidente há dois anos agora elegeu Milla. "São pessoas que pensam da mesma forma. Milla está preparado para o cargo, está

Confira como ficará a Mesa Executiva da Câmara  
Presidente 

Daniel Milla (PV)

Vice-presidente
Sebastião Mainardes Júnior (DEM)

Primeiro-secretário
Florenal Silva (Podemos)

Segundo-secretário
Jorge da Farmácia (PDT)

Terceiro-secretário
Dr. Zeca (PPS)