Economia

Empresa de PG recebe alemã para troca de experiências

A Panificadora e Confeitaria Belle Pane, de Ponta Grossa, está recebendo a visita da alemã Luisa Emmy Seeger, da “Seeger Brot”, padaria alemã fundada em 1883 e que possui sete unidades na cidade de Bad Oeynhausen. A jovem, de 18 anos, trabalha no negócio que foi fundado pelo seu tataravô e veio passar um período de quase três meses no Brasil para conhecer o país, a cultura e trocar experiências junto à família Veiga, proprietária da Belle Pane.

“Nos anos 90 eu viajei para a Alemanha e conheci a família Seeger. Pouco tempo depois meu filho André fez um intercâmbio de um ano na casa e na empresa deles, e agora a Luisa fez o caminho inverso e veio passar um período conosco”, afirma Paulo Roberto Veiga.

Luisa esteve na redação do DC e contou que pretende levar a receita do pão de queijo para a Alemanha, além de destacar o sabor da coxinha e do pastel. Em relação à panificação, a jovem observou que enquanto no seu país de origem os pães escuros são mais popularizados, no Brasil a preferência é pelos pães brancos, como o francês, por exemplo, que não é difundido na sua cultura. Entre as diferenças citadas pela jovem também está o modelo de negócio: segundo ela, na Alemanha padarias e confeitarias são locais separados, diferentemente dos estabelecimentos brasileiros.

Apesar de residir, na maior parte do período, em Ponta Grossa, a alemã também conheceu outras regiões, como São Paulo e Foz do Iguaçu, e deve seguir junto à família Veiga para Balneário Camboriú nas próximas semanas, retornando à Alemanha em meados de janeiro.

A alemã esteve na redação do DC nesta terça-feira (3); na foto, a jovem está acompanhada de Wilson Oliveira, diretor-presidente do DC, e André e Paulo Veiga, da Panificadora Belle Pane (Foto: José Aldinan)