Literatura

Entre finalistas, Pegaí participa de premiação do Jabuti 2019

(Foto: Divulgação)

Entre gigantes. O Instituto Pegaí Leitura Grátis foi um dos finalistas do Prêmio Jabuti 2019, em sua 61⁰ edição, promovido anualmente pela Câmara Brasileira do Livro (CBL). A cerimônia de premiação ocorreu na noite de quinta-feira em São Paulo no Auditório Ibirapuera Oscar Niemeyer e contou com a presença de grandes nomes da literatura. Voluntários do Pegaí também estiveram por lá. O coordenador, Idomar Augusto Cerutti, os integrantes do Comitê Gestor Diolete Cerutti e Albino Szesz Junior, e a voluntária Anna Luiza Szesz participaram da cerimônia. "O objetivo de mostrar nosso trabalho para o universo editorial brasileiro foi cumprido. Um auditório lotado pode conhecer nossa missão", exultou o coordenador.

Conforme o presidente da CBL, Vitor Tavares, o Prêmio é uma forma de mostrar a importância da leitura. “Hoje é dia de celebrar o livro, de chamar a atenção para a importância da leitura. Sabemos quão desafiador é escrever e publicar livros no Brasil, mesmo assim tivemos um aumento no número de inscritos”, disse, completando “ajudamos aproximando os leitores dos livros”.

O presidente destacou ainda a tradição do Prêmio Jabuti, “de premiar o que se faz de melhor no mundo dos livros”. Para Tavares, há de se melhorar os índices  de leitura e educação. “Só assim estaremos preparados para o cenário econômico que se aproxima, contando com um país mais justo. Por isso incentivamos iniciativas que apoiam a leitura”, destacou.

O Pegaí foi um dos finalistas no eixo Inovação de Fomento à Leitura, que teve como grande vencedor deste ano o projeto “Leia para uma criança” do Itaú Social. “Sabíamos que estávamos concorrendo entre grandes propostas, de instituições renomadas. Chegar até aqui já foi um grande passo”, avalia Cerutti, destacando a visibilidade de uma proposta que nasceu tímida lá em 2013, com a missão de “aproximar livros sem leitores de leitores sem livros”.

Durante a cerimônia de premiação, o Pegaí foi apresentado “ao vivo”, e chamado pelo apresentador e artista global Lázaro Ramos para milhares de espectadores, que destacou a importância do evento: “uma noite única para a literatura brasileira, a maior e melhor premiação”. Além disso, o Instituto ganhou espaço no anuário do Jabuti 2019. Lá estará a disposição de todos os interessados no universo mágico da leitura e marcará a passagem do Instituto neste prêmio “clássico”,conforme o curador deste ano, Pedro Almeida. Jornalista e professor de literatura, o curador conta com experiência de 26 anos no mercado do livro.

Além de estar entre os finalistas e participar de um grande evento da literatura nacional, o coordenador do Instituto destacou os contatos que pode fazer em São Paulo. “Muitas pessoas vieram nos cumprimentar pela nossa proposta”, contou, citando, entre elas, o presidente do Conselho Diretor da Fundação Nacional do Livro Infantil, Wander Soares.