Cidades

Entrega do Plano Diretor pode exigir nova audiência pública

Apesar de mantido o cronograma, a arquiteta do Iplan, Karla Stamoulis, acredita na possibilidade de realização de novas audiências públicas pelo poder executivo
Equipe faz últimos ajustes no PDM (Foto: Arquivo DC)

A equipe do Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Ponta Grossa (Iplan) ainda trabalha, em conjunto com a empresa de consultoria contratada para essa finalidade, na elaboração das minutas para mais de 10 leis que irão compor a proposta de revisão do Plano Diretor Municipal. Essa parte do PDM é, juntamente com a elaboração do plano de ação e investimentos, o desafio atual do Iplan, que mantém a intenção de entregar em junho o texto para análise da Câmara de Vereadores.

Apesar de mantido o cronograma, a arquiteta do Iplan, Karla Stamoulis, acredita na possibilidade de realização de novas audiências públicas pelo poder executivo. “Todas as audiência agendadas acabaram, e agora temos um trabalho interno, mas sabemos que existem demandas em discussão. O setor imobiliário e de construtoras está se organizando para levantar sugestões e, se for julgado pertinente, poderá ser solicitada pelo prefeito nova audiência pública”, diz.

A Associação Paranaense de Construtores (APC) é uma das entidades que vem elaborando sugestões a serem incluídas na proposta, preferencialmente antes de o documento ser levado à análise do poder legislativo. Segundo o presidente da APC, Gabriel Stallbaum, o grupo participou da câmara técnica criada pelo Conselho de Desenvolvimento Econômico de Ponta Grossa (CDEPG), e já apontou algumas propostas de alterações. “Incluímos a proposta de maior liberdade na definição sobre a área destinada a fachadas de imóveis, conforme determina o Código de Obras do município. E fizemos ponderações sobre o tamanho padrão para lotes”, comenta.

 

Planejamento

O Plano Diretor deve apresentar as diretrizes para investimentos e ações do município pelos próximos 10 anos, com objetivo de garantir o desenvolvimento sustentável da cidade, abordando diversos aspectos, incluindo social, econômico e de infraestrutura. Em paralelo, a equipe técnica do Iplan elabora o Plano de Mobilidade Urbana (PlanMob), para melhorias no tráfego de pessoas e veículos.