Cidades

EstaR já pode ser pago com cartão de débito

A Prefeitura de Ponta Grossa passou a disponibilizar, nos últimos dias, a opção de transações via cartão de débito no aplicativo EstaR Digital do município. A nova ferramenta, que já vinha sendo desenvolvida junto à empresa responsável pelo sistema, deve melhorar ainda mais a experiência dos motoristas que utilizam o aplicativo para a compra de créditos, validação de vagas e regularização de notificações do estacionamento regulamentado de Ponta Grossa (EstaR).

Segundo o prefeito Marcelo Rangel, a atualização do sistema é mais um salto que Ponta Grossa dá em direção à consolidação da cidade como uma das mais inovadoras de todo o país. “Temos avançado de maneira muito sólida e constante na transformação da cidade de Ponta Grossa como um polo de inovação, onde a tecnologia é cada vez mais acessível à comunidade e ferramenta essencial na gestão pública”, destaca.

De acordo com o presidente da AMTT, Roberto Pellissari, os motoristas que atualizaram o aplicativo do EstaR Digital nos últimos dias já contam com a nova função. “A partir do momento em que o usuário buscar utilizar essa nova opção, é necessário realizar o cadastro do cartão de débito, através do número impresso pelo banco. Dessa forma, será possível que o motorista realize as transações do EstaR Digital diretamente no aplicativo. No entanto, é importante ressaltar que essa é uma ferramenta que ainda está passando por ajustes, diz.

 

Melhorias contínuas

Um dos fatores determinantes para o sucesso do EstaR Digital em Ponta Grossa tem sido a preocupação constante em melhorar o sistema e oferecer mais opções e facilidades à população. É o que destaca o prefeito Marcelo Rangel ao tratar dos avanços da tecnologia em Ponta Grossa. “A Prefeitura de Ponta Grossa tem uma preocupação muito grande em oferecer serviços cada vez melhores para a população e não tem sido diferente com o EstaR Digital. Desde o início da possibilidade do uso pelos motoristas, nós temos melhorado o sistema, primeiro com a compra direta com os agentes e nos postos de venda da AMTT, depois com a possibilidade de emitir o boleto bancário para pagamento e agora o cartão de débito. E iremos continuar trabalhando para fornecer ainda mais facilidades para os nossos cidadãos deste aplicativo que já é referência em inovação”, comenta Rangel.

 

Passo a Passo – Estar Digital

O que muda?

A principal mudança com a implantação do Estar Digital é a migração para um sistema que não demanda a utilização do bloco de papel pelo usuário, o que agiliza o processo de uso da vaga pelo motorista e da fiscalização por parte dos agentes municipais. Disponível para download gratuito nas lojas de aplicativos (Android e IOS), o Estar Digital funciona na prática de forma muito semelhante ao sistema atual, com o cidadão escolhendo o tempo de estacionamento na vaga e validando essa estadia por até duas horas no mesmo trecho.

 

Onde posso comprar os créditos?

Com a nova atualização, os motoristas podem realizar a compra de créditos com os agentes do Estar, mediante pagamento em dinheiro, nos postos de venda da AMTT (sede e concha acústica) ou também através do aplicativo – utilizando o cartão de débito ou boleto bancário – .

 

Como funciona?

Após realizar o download e instalar o aplicativo, basta cadastrar a placa do veículo e realizar a

compra de créditos com os agentes do Estar ou nos postos da AMTT localizados na rua Doutor Colares ou na Praça Barão do Rio Branco ou através da emissão de boleto bancário ou pagamento via cartão de débito – funções disponibilizadas no próprio aplicativo -.

Na sequência, quando já estiver estacionado, o motorista deve validar a utilização da vaga de acordo com a necessidade, por um período que pode variar entre meia-hora, uma hora e, no máximo, duas horas por trecho de quadra – exatamente como é hoje -. A única mudança é a necessidade de que, para validar a vaga, o motorista deve incluir a numeração do box onde está estacionado. Caso o motorista exceda o tempo e seja constatado pelo agente de Estar a situação, é emitida a notificação, que também é encaminhada diretamente ao usuário pelo aplicativo para que proceda com a regularização de forma on-line ou no prédio da AMTT.

 

E se eu validar por um tempo menor que duas horas e precisar ficar mais?

Não há nenhum problema. Pelo próprio aplicativo é possível realizar a operação de acréscimo de tempo, desde que não exceda o tempo máximo, sem a necessidade de se deslocar até o veículo novamente.

 

Quem não tiver o aplicativo será notificado?

Não. Os cidadãos que não dispuserem de celular que comporte o aplicativo ou não queiram utilizar o sistema poderão, inicialmente, realizar a validação da vaga por meio de um dos agentes do Estar ou nos postos de venda da AMTT no município. Nesses casos, a pessoa deve localizar um dos funcionários e solicitar a validação pelo período de tempo determinado. Para isso, é necessário fornecer a placa do veículo, o número e a localização da vaga, além do tempo de estadia, que constará no banco de dados até a expiração do prazo para que o cidadão não seja notificado indevidamente. A notificação só acontecerá quando o Estar constatar que não foi feita validação por parte do motorista.

 

Tenho o aplicativo, mas não tenho serviço móvel de internet

A AMTT já estuda as possibilidades para a utilização do aplicativo no município sem a necessidade de que o motorista tenha obrigatoriamente um serviço móvel de internet. A expectativa é de que a disponibilização desse serviço seja definida até a migração total do Estar para o sistema digital, prevista para 2019. Até lá, os motoristas que não dispuserem de internet móvel poderão solicitar a validação da vaga aos agentes de trânsito.

 

O aplicativo tem custo?

Não, o aplicativo está disponível para download gratuitamente para os sistemas android e ios.

 

Se eu for notificado, como posso regularizar a situação?

Você pode regularizar a situação através do pagamento de uma taxa administrativa de vinte reais através dos créditos que possuir no aplicativo, junto aos agentes ou no prédio da AMTT. Vale lembrar que, nos casos em que a regularização é feita em até 72 horas da notificação, o usuário poderá escolher entre receber o bloco com talões de uma hora – ou dois de meia hora – ou que seja disponibilizado um bônus no valor de 10 reais para ser utilizado no momento de estacionar. É importante esclarecer que os valores referentes a bônus poderão ser utilizados somente para o estacionamento, não sendo válidos para o pagamento de outras notificações.