Cidades

Estudantes iniciam atividades do Programa Eleitor do Futuro

No Colégio Sepam, adolescentes estão envolvidos na criação de eleições internas, que acontecem na próxima semana
Estudantes do Sepam, participantes do Programa Eleitor do Futuro, estiveram nesta terça-feira (08) no Fórum de Ponta Grossa para acompanhar a lacração das urnas que serão usadas. (Foto: Divulgação)

Com a finalidade de preparar e promover o exercício da cidadania, o programa Eleitor do Futuro, da Escola Judiciária Eleitoral do Tribunal Superior Eleitoral (EJE/TSE), adotado também pelas EJEs de todo o país, iniciou neste mês a edição 2018. O objetivo é que as escolas parceiras façam eleições internas com os próprios alunos como candidatos sendo representantes de partidos. Funciona da mesma forma que em uma eleição real: os candidatos fazem propostas, sugerem mudanças e levantam soluções para questões políticas, econômicas e sociais.

No Colégio Sepam, os alunos de 9º do Ensino Fundamental ao 2º ano do Ensino Médio já iniciaram as atividades do programa. Primeiro a constituição dos cinco partidos: Partido Vida e Saúde (PVS), Partido Liberdade, Respeito e Dignidade (PLRD), Partido do Esporte, Lazer e Integração da Comunidade Escolar (PELICE), Partido Educação, Profissionalização e Cultura (PEPC) e o Partido da Segurança Pública e Combate à Violência (PSPCV). Cada partido possui um representante e um grupo de alunos.  No Sepam esses partidos são formados por membros dos projetos sociais e educacionais do Colégio que tenham ligação com o foco principal do partido. Por exemplo, o projeto Menarca que trabalha com temáticas sobre a saúde da mulher e orientações sobre sexualidade representa o PVS e o EcoPam que trata sobre a educação sustentável, representa o PEPC.

De acordo com o coordenador pedagógico do Colégio, Jacob Cavagnari, essa divisão facilita ainda mais o conhecimento do representante e de seu grupo para defender ideais e levar à frente suas propostas. Cavagnari ressalta ainda a importância do programa como forma de motivação dos jovens a estarem inseridos na política e praticarem a democracia. “Ele promove a educação política dos estudantes, conscientizando sobre o exercício da cidadania e do voto responsável. Dá aos alunos voz para que exerçam a representatividade como cidadãos éticos”, afirma.

Assim como no processo eleitoral real, o Programa Eleitor do Futuro terá eleição com urnas eletrônicas e mesários. A votação acontece no dia 14 de agosto, a partir das 9h. Para essa atividade, três alunos do Sepam foram selecionados como mesários: Manuela Kraemer Gubert Simionato, Gustavo Artigoso Cruz e Luis Eduardo Lorenzo Bronzini. Os adolescentes estiveram na terça-feira (08) no Fórum de Ponta Grossa para acompanhar a lacração das urnas que serão usadas.

Em Ponta Grossa, ao todo, são 12 escolas participantes entre públicas e privadas. A novidade nesta edição é a parceria com a Câmara Municipal de Vereadores, por meio do Projeto Câmara Jovem, de autoria dos vereadores Vinicius Camargo (PMB) e Geraldo Stocco (Rede). Na iniciativa, alunos dos partidos eleitos de cada escola participarão das sessões, entendendo o funcionamento da Câmara, com possibilidade de discursar no plenário e até mesmo sugerir projetos de lei com o apoio de uma equipe direcionada ao projeto.

O Programa Eleitor do Futuro também possui parceria com o Tribunal Regional Eleitoral, Fórum Eleitoral de Ponta Grossa, Núcleo Regional de Educação, Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente e Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG) com a coordenação da Juíza da Vara da Infância e Juventude de Ponta Grossa, Drª. Noeli Salete Tavares Reback.

Conscientização jovem

Além da participação no Programa Eleitor do Futuro, o Sepam realiza, em toda eleição municipal o Projeto Plataforma Política que envolve a conscientização para os alunos a partir de 16 anos. Neste caso, o objetivo é que os jovens estudantes façam o Título de Eleitor, além de conhecer a importância do voto e do processo eleitoral a partir de uma palestra de um juiz eleitoral. Os alunos discutem e analisam as propostas dos candidatos à Prefeitura Municipal de Ponta Grossa, recebendo um candidato por vez, num encontro em que se debatem as ideias dos candidatos e as sugestões dos alunos para o município.