Economia

Exportações aumentam mais de 22% em Ponta Grossa

Número representa uma elevação significativa no mercado e com saldo positivo de 26,16% a mais que 2016

As exportações em Ponta Grossa passaram de um valor de US$1.120.190.231 no ano de 2016, para US$1.367.764.926 em 2017, isso expressa uma elevação de 22,10% para o mercado comercial, tanto para a cidade como para a região. Por sua vez, as importações passaram de US$ 352.232.988 em 2016 para US$ 398.876.653 em 2017, o que representa um crescimento de 13,24%.

Os principais produtos exportados foram do complexo da soja e o açúcar de cana e beterraba. Em relação à soja, este complexo envolve tortas, soja em grão e óleo de soja, em que aumentou 20,36% e assim passou de US$808.991.754 em 2016 para US$993.561.548 em 2017. O açucares de cana e beterrabas obtiveram 60,53% a mais, o qual reflete uma elevação de US$76.315.910 em 2016 para US$122.507.988 em 2017. Já os painéis de madeira pularam de US$25.636.174 para US$35.304.900 e cresceu em média 37,72%. Um dos produtos que sofreu redução na balança comercial foram o papel e celulose, em um valor de -7,51%.

De acordo com o secretário municipal de Indústria, Comércio e Qualificação Profissional, Paulo Carbonare, a exportação gera desenvolvimento econômico, empregos e renda. “Uma das metas da secretaria neste ano será trabalhar com a educação empreendedora focada em exportação, através de um programa que qualifique os empresários nessa questão para que Ponta Grossa aumente esse número e possa estar entre as maiores exportadoras do País”, realça. Carbonare explica que todas as empresas da cidade que se destacam na balança comercial são representativas justamente por desempenharem um papel de peso nos indicadores municipais.

Leia mais na edição impressa do DC