no

Família de Ponta Grossa busca apoio para recuperação de Sara

Sara, de seis anos, mora em Ponta Grossa em uma residência da Vila Tânia Mara. Mas viaja com mais frequência do que poderia. Depois da descoberta de um tumor no rim e de uma cirurgia, ela precisou fazer 35 semanas de quimioterapia em Curitiba a partir de 2019.

Havia a esperança de recuperação, mas um exame apontou uma mancha no fígado que exige tomografia e ressonância magnética, além de cirurgia para biopsia. É preciso saber o que ela tem e como tratar. Portanto, 2020 também é um ano difícil, possivelmente com rotina similar à do ano anterior.

A família de Sara tem poucos recursos. Sua mãe, Laís Priscila Isaias Oliveira, conta que no ano passado já foi tarefa árdua arcar com os custos. “Somos quatro em casa. Só meu esposo trabalha registrado e eu trabalho informal, de manicure. Mas a clientela diminuiu muito por causa da pandemia e as dívidas foram acumulando”, conta.

O tratamento de Sara ocorre em Curitiba. São várias idas e vindas que, além do cansaço físico e psicológico, exigem gastos que a família não está conseguindo bancar.

Para pagar os custos do deslocamento, Laís está fazendo uma campanha de arrecadação. Quem puder colaborar de alguma forma deve entrar em contato com Laís, através do telefone (42) 98834-5950.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carregando…

0

Número de pacientes ativos supera recuperados em Ponta Grossa

Comunidade pede melhorias em parque do Jardim Canaã