Polícia

Família desmente vídeo de suposto ato obsceno em terminal de PG

No início desta semana o DC noticiou a polêmica envolvendo um vídeo que circulou nas redes sociais no final de semana. As imagens mostravam um homem que estaria supostamente se masturbando no Terminal de Ônibus do Bairro Oficinas, em Ponta Grossa, enquanto gritava e observava algumas jovens que esperavam pelo transporte.

Familiares do rapaz entraram em contato com o jornal, para dar outra versão do caso. Segundo eles, o rapaz não estava em ato obsceno. Ele tinha uma pochete junto ao corpo, e estava mexendo no celular no momento em que foi filmado. “Ele estava, sim, embriagado. Tanto que o vídeo mostra que ele mal conseguia ficar em pé. Mas não estava se masturbando. E os gritos que ele dava era porque ele é deficiente de fala e audição”, comentou a irmã do rapaz.

Segundo ela, o rapaz é trabalhador, honesto, pai, e bastante conhecido. A situação vexatória poderia ocorrer com qualquer um que exagerasse na bebida, explica. Ao saber do vídeo, ele teve um colapso nervoso, e precisou de atendimento médico. O caso não chegou a ser informado à Polícia Militar ou Guarda Civil, o que poderia ter imediatamente corrigido qualquer equívoco, mas se espalhou rapidamente via redes sociais.

Divulgação
Segundo familiares, o rapaz estava apenas mexendo no celular

PUBLICIDADE