Cidades

Familiares de detentos cobram direitos humanos

Com cartazes, eles protestaram contra supostas arbitrariedades nas dependências do sistema carcerário do Paraná, e com especial ênfase na cadeia pública de PG
(Foto: Fábio Matavelli)

Um grupo composto por aproximadamente 40 familiares de detentos realizou manifestação, na tarde de ontem, diante da sede do fórum de Ponta Grossa. Com cartazes, eles protestaram contra supostas arbitrariedades nas dependências do sistema carcerário do Paraná, e com especial ênfase na cadeia pública Hildebrando de Souza.

Liliana*, que tem familiares presos, diz que os detentos têm relatado casos de opressão, falta de atenção médica e agressões praticadas por integrantes da Seção de Operações Especiais (SOE), no interior das celas. “Queremos chamar a atenção para o cumprimento dos direitos humanos”, disse, lembrando também o problema da superlotação. Os cartazes cobraram ações do Depen-PR e posicionamento da OAB.

A OAB informou, via assessoria de imprensa, que buscará mais informações sobre as demandas apresentadas no protesto, e poderá se manifestar futuramente. O Depen-PR não retornou os questionamentos sobre o trabalho da SOE e o atendimento aos apenados até o fechamento desta edição.

*Nome fictício

** O DC opta por não exibir nomes, rostos ou detalhes que identifiquem os personagens envolvidos em matérias de crimes, por entender que qualquer exposição pode prejudicar as vítimas e/ou seus familiares, bem como para evitar a exibição de rostos e nomes de suspeitos que posteriormente venham a ser declarados inocentes pela Justiça.