Esportes

"Foi um ano diferente para todos no clube” diz técnico do Fantasma

O Operário Ferroviário encerrou a participação no Campeonato Brasileiro da Série B com um empate por 1 a 1 diante do Figueirense, na tarde do último sábado (30), pela 38ª e última rodada da competição. O jogo aconteceu no Estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis.

Com o resultado o Fantasma fechou o Brasileirão da Série B 2019 na 10ª posição, com 50 pontos, 13 vitórias, 11 empates e 14 derrotas. Marcou 32 gols e sofreu 41 e o artilheiro alvinegro foi Felipe Augusto, com 8 gols.

O técnico Gerson Gusmão falou sobre a última partida na temporada e de olho no futuro. “Acredito que a equipe fez um jogo digno. Os atletas procuraram até o final buscar o resultado, se esforçaram, entraram em algumas jogadas fortes com o adversário como o jogo estava pedindo. Então, parabenizo o grupo pelo ano, pela campanha que fizeram, pela maneira como encararam essa competição, que é muito difícil, e tenho certeza que a gente terminou ela de forma digna”, avaliou o treinador alvinegro. "Foi um ano de muita coisa diferente para todos no clube e a gente tira muitas lições. Todos nós precisamos evoluir, algumas coisas temos que repensar para crescer e outras deram resultado. O que serviu para esse ano na Série B, talvez já não sirva para o próximo ano. Saímos fortalecidos e mais maduros dessa competição”, completou Gerson Gusmão.

Temporada 2020

Agora o Alvinegro de Vila Oficinas já está de olho na próxima temporada e volta a jogar por oficialmente no dia 19 de janeiro, quando estreia no Campeonato Paranaense 2020.  A partida de estreia será contra o Cascavel CR, às 16h, no Estádio Germano Krüger. A pré-temporada começa dia 2 de janeiro.

De olho em 2020, o técnico Gerson Gusmão espera montar um time mais competitivo. “Depende de muita coisa, estamos especulando nomes no mercado e precisamos definir isso para depois não ficarmos com um grupo muito inchado e aumentar nossa qualidade. Não dá para sair renovando com todo mundo e depois aparece um bom nome no mercado e você não pode contratar. Da mesma maneira, não dá para descartar todos os atletas e depois você não consegue um atleta numa condição melhor", finalizou. (Foto: Matheus DiasFFC)