Economia

Governador anuncia dois projetos para conectividade rural

Ratinho Jr. esteve na Digital Agro nesta quarta-feira (12) conhecendo novas tecnologias voltadas ao agronegócio

A 3ª Digital Agro, uma das principais feiras de tecnologia digital para o agronegócio do Brasil, foi iniciada na última terça-feira (11) e segue até hoje com uma programação variada, que inclui palestras, debates técnicos, atividades práticas e a presença de aproximadamente quarenta expositores com produtos e soluções que visam a inovação no campo.

Na tarde de ontem (12) o evento recebeu a visita do governador do Paraná, Ratinho Jr., que visitou os estandes e destacou o potencial produtivo do estado, ressaltando a importância da inovação no setor do agronegócio. “O mundo da agricultura saiu da enxada e está indo para o computador. Antigamente as maiores empresas do mundo eram as ligadas ao petróleo, mas hoje são as de tecnologia – e como temos excelência no agronegócio temos que estar à frente nesse aspecto também”, disse Ratinho.

O líder do Executivo também citou os objetivos do governo do estado para as demandas do segmento. “Queremos fazer do Paraná o Vale do Silício agrícola. Precisamos vender tecnologia para o mundo como já vendemos alimentos; temos matriz econômica no agronegócio e precisamos apresentar soluções nessa área”, afirmou Ratinho Jr.

Na oportunidade, o governador também revelou dois projetos que devem ser lançados em breve, ambos voltados a melhorar a conectividade no campo para permitir que essas novas tecnologias possam ser utilizadas. “Através da Copel Telecom, que já tem uma malha de fibra óptica de 99% no estado, estenderemos mais pontualmente a cobertura em distritos e comunidades rurais”, contou Ratinho, dizendo que o projeto deve ser lançado oficialmente em breve.

Já outro diz respeito à uma parceria do Estado com o Ministério da Ciência e Tecnologia. “O ministério já desenvolve, há um ano e meio, um projeto de cobertura da zona rural. Nós entraremos com uma parceria para colocar antenas em zonas onde a fibra óptica não entra, buscando a garantia da conectividade em todas as localidades”, garantiu o governador.

Integração

Além de grandes empresas líderes do mercado de tecnologia agrícola, também estão participando da Digital Agro diversas startups, com soluções tecnológicas que buscam suprir necessidades dos produtores rurais. Para o governador, essa integração entre segmentos da sociedade é essencial para o desenvolvimento do estado.

“O volume de startups vem nascendo pra modernizar o agronegócio. Temos uma colaboração importante das cooperativas, de bancos de desenvolvimento e universidades, e estamos com um planejamento para que o Paraná passe a ser a central logística de produção do Sul, Sudeste e Sudoeste do país”, ressalta Ratinho Jr.

Segundo ele, a produção agrícola vem dobrando de tamanho a cada dez anos. “Precisamos além de aumentar também escoar os nossos produtos e fazer com que a produção de estados como Mato Grosso, São Paulo e Santa Catarina também possa ser escoada por aqui”, disse o governados, destacando que a intenção é aumentar de 2,5 mil km para 4 mil km de rodovias concessionadas em todo o Paraná.

 

Último dia de feira conta com programação diversificada

A partir dos temas centrais Smart Farming, Internet das Coisas, sustentabilidade e impactos da transformação digital no agronegócio, no terceiro e último dia de feira serão ministradas oito palestras técnicas, atividades práticas e debates sobre temas como inovação e sustentabilidade, monitoramento territorial, agricultura de precisão, entre outros assuntos.

A programação da 3ª Digital Agro encerra-se nesta quinta-feira (13), às 19 horas, com a palestra do doutor em História Social Leandro Karnal. A entrada é livre para o pavilhão principal, onde encontram-se serviços e produtos inovadores junto aos expositores, startups e parceiros da feira promovida pela Frísia Cooperativa Agroindustrial.

Feira segue até esta quinta-feira (13) com palestras, atividades práticas e apresentação de produtos e serviços (Foto: Fábio Matavelli)