Cidades

Grupos organizam ações para ajudar moradores de rua

Com o frio clima frio dos últimos dias em Ponta Grossa, se intensificaram as ação para arrecadação e distribuição de agasalhos, além disso, um grupo organizou uma entrega de sopa, que aconteceu na noite de ontem na praça Barão do Garaúna. Um grupo se organizou, pediu doações e realizou a distribuição da sopa para os moradores em situação de rua.

Kennedi de Oliveira diz que teve a ideia ajudar depois que viu que o frio seria intenso durante a semana, conversou com alguns amigos para organizar ação. "Resolvemos preparar a sopa na praça e distribuir para os moradores, acredito que temos uns 20 quilos de sopa para distribuição", conta Oliveira. Além da distribuição de sopas um outro grupo, organizou uma arrecadação de roupas e cobertores. Alan Graciano organizou uma ação na Barão de Guaraúna. "Nos reunimos, pedimos dinheiro para conseguirmos comprar pão para distribuirmos, iremos percorrer as ruas próxima ao centro", conta Gracianio.

O SOS, em parceria com a Secretaria de Ação Social, em prol da campanha de agasalho, realizou uma campanha para arrecadar dinheiro para compra de cobertores. Jaqueline Mayer, coordenadora do Selo Social, explica que foram vendidos 30 blocos no valor de R$ 150. "Distribuímos 30 blocos e tivemos uma resposta positiva dos empresários que participaram da campanha, acredito que fecharemos a campanha com doações de todas as empresas", diz Jaqueline.

 A campanha do agasalho começou no dia 23 de abril,  e segundo a presidente de honra do SOS Simone Kaminski de Oliveira, oficialmente a campanha terminou ontem, mas eles ainda aceitam as doações, principalmente de roupas masculinas e mais pesadas, como luvas e cobertores. "Atingimos a meta de 100 mil peças, a campanha foi super bem, mas o que precisamos mesmo é de cobertores, distribuímos 100 por dias e no mínimo dois para cada família essa parceria ajudou a conseguirmos um maior número de cobertores", explica Simone.

Neve em PG

Ponta Grossa registrou neve e chuva congelada na manhã de ontem. Thiago Schmidt mora no Jardim Carvalho e registrou a neve em vídeo, que diz ter durado cerca de 20 minutos e, segundo ele foi leve. "Meu pai estava saindo para trabalhar viu que estava nevando, me acordou então eu fiz o vídeo", conta. O frio continuara intenso até o fim da semana, segundo o Instituto Tecnológico Simepar, apesar de ter registrado neve e chuva congelada, para os próximos dias não existe possibilidade que isso volte a acontecer na cidade, pois o tempo está seco, e para que neve é necessário tempo úmido e frio. O que se pode garantir é que as temperaturas continuaram baixas e pode gear hoje e quinta-feira. A mínima de quarta será -3° graus e máxima de 12°, na quinta a mínima prevista será de 1 ° e 14° graus a máxima.

 

Fábio Matavelli

Distribuição da roupas aconteceu ontem a noite na Praça Barão de Guaraúna