Agribusiness

Hackathon vai fomentar desenvolvimento de soluções para setor agro

Maratona terá uma temática focada na Cadeia de Agronegócios e acontece nos dias 23, 24 e 25 de outubro no Centro de Eventos
(Foto: Divulgação)

A cadeia do agronegócio é um dos quatro setores estratégicos de desenvolvimento identificados no mapeamento do ecossistema de inovação em Ponta Grossa. Por isso, pensando em fomentar o desenvolvimento de soluções para este setor, a Coordenadoria de Fomento ao Empreendedorismo e Inovação, da Secretaria da Fazenda, vai promover pela primeira vez um Hackathon Agro, integrando a programação da Feira Paraná 2019.

"O setor de agronegócios é a nossa cadeia mais forte, por isso estamos vocacionando o hackathon. Trata-se de uma maratona que reúne programadores, desenvolvedores, designers, inventores e demais profissionais para criação de produtos, serviços ou soluções que resolvam um problema ou que inovem de alguma forma, criando projetos eficientes em um curto período de tempo. A ideia é fomentar o desenvolvimento de novas startups ou novos produtos e serviços com base na inovação", detalha a coordenadora de Fomento ao Empreendedorismo e Inovação, Tonia Mansani.

O Hackathon Agro acontece no Pavilhão Tech da Feira Paraná, dos dias 23 a 25 de outubro, garantindo aos participantes capacitação com conteúdos especializados, conexão com mentores, integração com programas públicos e privados de fomento e investidores, contato com empresas do setor e visibilidade das startups. Haverá premiação para os três projetos que melhor resolverem as problemáticas apresentadas, sendo de R$ 5 mil, R$ 3 mil e R$ 1 mil.

"A premiação em si é só um incentivo. Lá estarão instituições, aceleradoras e investidores. É um momento para o participante mostrar o que ele está desenvolvendo para quem está buscando soluções. Vamos ter muitas empresas voltadas para a cadeia de agro que ele pode ou fornecer, ou vir a trabalhar, ou juntar ideia ou até vir a buscar investimento para que a inovação saia do papel. É uma grande oportunidade para quem está trabalhando em casa ou pesquisando dentro da universidade, que leve a ideia para validar no hackathon, aproveite as mentorias e, principalmente, o networking que você faz dentro da maratona", avalia Mansani.

As inscrições já estão abertas e podem participar equipes de até cinco integrantes. Cada participante deverá levar seus próprios equipamentos nos dias das atividades para desenvolver e apresentar as soluções no Hackathon Agro. A estrutura no local contará com rede wi-fi e energia elétrica. No caso de empresas já estabelecidas, podem participar aquelas com faturamento inferior a R$ 1 milhão no último ano contábil.

Para participar, basta se inscrever até o dia 06 de outubro pelo site e efetuar o pagamento da taxa de R$ 50 por equipe. O Hackathon Agro está sendo promovido pela Prefeitura de Ponta Grossa e o Sebrae, com apoio da Agência Ade. O regulamento completo está disponível no mesmo link da inscrição.