Cidades

Hospital Universitário da UEPG realiza número recorde de cirurgias em maio

Foram 467 cirurgias, além de mais de 250 partos no Centro Obstétrico.
(Foto: Aline Jasper)

No mês de maio, o Centro Cirúrgico do Hospital Universitário (HU-UEPG) realizou o maior número de procedimentos cirúrgicos por mês em 9 anos de funcionamento. Foram 467 cirurgias, além de mais de 250 partos no Centro Obstétrico.

Este número foi alcançado somente a partir da otimização do tempo e da agilidade da equipe, sem modificações na estrutura do setor. A enfermeira Caroline Simionato Zander, chefe do Centro Cirúrgico e Obstétrico, credita os resultados positivos a uma série de fatores. "Foi um esforço de toda a equipe, que está bastante entrosada, além do horário estendido de funcionamento do setor, número alto de residentes com experiência e dos mutirões aos sábados", destaca. "O Centro Cirúrgico está mais rápido e mais ágil, mas com a mesma qualidade".

"A equipe entende que esta agilidade é o melhor para o paciente", destaca Caroline. A eficiência dos atendimentos tem possibilitado que muitas especialidades tenham suas filas de espera zeradas ou diminuídas drasticamente. O HU atende exclusivamente pelo Sistema Único de Saúde, com base nos encaminhamentos das unidades básicas de saúde.

A médica Tatiana Menezes Cordeiro, diretora geral do HU, destaca a importância desta atuação, dentro da rede de atenção à saúde."Estes pacientes, cujas cirurgias estão sendo feitas no nosso hospital, vinham esperando há muito tempo, sem ter resolução para seus problemas de saúde", conta.

A diretora destaca ainda, dentre os atendimentos realizados pelo HU, algumas especialidades em que o hospital supre a demanda regional: as cirurgias pediátricas, cirurgias de ortopedia e trauma, além das cirurgias gerais. "Sejam cirurgias eletivas ou de urgência e emergência, hoje os pacientes têm a disponibilidade de fazer este procedimento dentro de sua cidade, ou muito mais próximo, sem ter que se deslocar para a capital ou região metropolitana de Curitiba", ressalta Tatiana.

Foto: Aline Jasper

 

Mutirões de cirurgias

Uma das práticas que tem contribuído para diminuir o tempo de espera dos pacientes por cirurgias eletivas pelo SUS são os mutirões, realizados aos sábados. Segundo o professor Everson Krum, vice-reitor da UEPG e diretor do Conselho Administrativo do HU, é uma iniciativa que busca beneficiar os pacientes e a comunidade. “Os mutirões constituem uma medida de incentivo à diminuição da fila de espera para cirurgias e procedimentos", destaca.

Nesse formato, a equipe cirúrgica é dobrada, segundo Caroline, e são preparadas de duas a três salas por especialidade. "Enquanto a equipe médica inicia a cirurgia em uma das salas, outra sala já é preparada, com o material cirúrgico organizado, disposição da equipe de instrumentadores e circulantes e posicionamento do paciente na mesa cirúrgica", conta.

Estrutura

O Centro Cirúrgico do HU-UEPG conta com quatro salas de cirurgias e três salas exclusivas para partos, além da estrutura de enfermaria, farmácia satélite e sala de recuperação. A estrutura conta ainda com o apoio da Central de Materiais Esterilizados.